Jornal Diário Jornal das 13

PSD/Aveiro esclarece que empréstimo do BPN foi para a sede e está a ser pago

| Política
Fonte: Agência Lusa

Aveiro, 09 abr (Lusa) - A Comissão Política Distrital do PSD de Aveiro esclareceu hoje que o empréstimo bancário concedido pelo BPN se destinou à compra da sede, imóvel dado em garantia para o financiamento.

Num "esclarecimento" enviado à Lusa, a distrital do PSD salienta que "foram os responsáveis da comissão política distrital do PSD/Aveiro que, no cumprimento mais escrupuloso da transparência e da legalidade, reportaram a todas as entidades competentes o empréstimo bancário que havia sido contraído junto da instituição bancária BPN".

Frisando que "o recurso a empréstimos bancários pelos partidos políticos é uma prática comum", a distrital de Aveiro do PSD esclarece que o empréstimo contraído em 2001 "destinou-se à aquisição da sede, cujo imóvel foi dado como garantia do financiamento".

Segundo aquele órgão distrital, o partido tem vindo a amortizar esse empréstimo e os juros correspondentes: "a comissão política distrital do PSD/Aveiro, no âmbito das suas responsabilidades, encontra-se, em termos legais e contratuais, a amortizar tal empréstimo e respetivos juros".

O PSD de Aveiro aproveita para lamentar que o BPN, "depois de nacionalizado em 2008, pelo anterior governo, tenha falhado no ano de 2009 o dever de reportar às entidades competentes a informação devida".

O Correio da Manhã noticiou hoje que o BPN emprestou dinheiro à distrital do PSD de Aveiro, que Oliveira e Costa chegou a liderar, mas omitiu esse financiamento, que os sociais-democratas inscreveram nas suas contas.

O acórdão do Tribunal Constitucional sobre as contas de 2009 dos partidos políticos faz alusão ao facto, já que o PSD mencionou o montante de 93 810 euros na estrutura de Aveiro, relativo ao empréstimo contratualizado, que não estava evidenciado no saldo de empréstimos do Banco.

MSO // MSP

Lusa / Fim

+ notícias: Política

Marcelo Rebelo de Sousa diz que "seria estranho" era ausência de protestos a um mês do Orçamento

O Presidente da República considerou hoje naturais protestos como os dos taxistas e dos enfermeiros, dizendo que "o que seria estranho" era que vários setores não se manifestassem a um mês da apresentação do Orçamento do Estado.

Conselho de Ministros aprovou mais quatro diplomas setoriais da descentralização

O Conselho de Ministros aprovou hoje mais quatro diplomas setoriais da transferência de competências para autarquias e entidades intermunicipais, nas áreas da proteção civil, proteção e saúde animal e segurança dos alimentos, habitação e estruturas de atendimento ao cidadão.

Direção-Geral da Educação retira das escolas questionário com perguntas discriminatórias

A Direção-Geral da Educação já mandou retirar das escolas o inquérito considerado racista que foi distribuído em pelo menos duas escolas do Porto. Em causa está um questionário com perguntas discriminatórias, referentes à ascendência dos alunos.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.