Info

Resolvido ataque informático à Câmara de Vinhais

| Norte
Porto Canal com Lusa

Vinhais, Bragança, 25 out 2019 (Lusa) -- A Câmara de Vinhais informou hoje que está resolvido o ataque informático que, durante mais de uma semana, paralisou serviços neste município do distrito de Bragança.

O gabinete de Comunicação e imagem do município divulgou hoje que "todos os constrangimentos causados pelo ataque informático estão resolvidos".

" Assim, está reposta toda a normalidade do funcionamento dos serviços", indicou.

A Câmara de Vinhais esteve sem sistema informático desde 15 de outubro, data em que foi alvo de um ataque informático com pedido de resgate de vários milhares de euros.

O presidente do município, Luís Fernandes, considerou a situação como "um problema grave", que deixou os dados informáticos da autarquia todos encriptados e com pedido de resgate para libertar a informação e restabelecer o sistema.

A autarquia participou o caso às entidades criminais competentes e contratou empresas da especialidade para resolver o problema.

O autarca disse ainda que quando falou com a Polícia Judiciária lhe foi dito que "estes ataques estão a acontecer em vários organismos do Estado e também ao nível de privados".

HFI // MSP

Lusa/fim

+ notícias: Norte

CCDR-N dá parecer desfavorável à localização do aterro da Resinorte na Trofa

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N) emitiu hoje um parecer desfavorável ao licenciamento do aterro da Resinorte previsto para a freguesia de Covelas, concelho da Trofa, anunciou o Ministério do Ambiente.

Mercado Abastecedor com postos de venda encerrados depois de dois casos confirmados de infeção por Covid-19

Estão confirmados dois casos de infeção e um suspeito por Covid-19 em funcionários dos postos de venda do Mercado Abastecedor do Porto, anuncia em comunicado ao Porto Canal o Conselho de Administração que tomou conhecimento dos casos através da Unidade de Saúde do Porto. O Mercado Abastecedor do Porto procedeu ao encerramento imediato dos postos de venda nos quais os trabalhadores infetados operavam por instrução da Delegação de Saúde.

Provedor de irmandade de Braga diz que nunca exigiu "um centavo" a ninguém

O provedor da Irmandade de Santa Cruz, em Braga, afirmou hoje que, desde que exerce o cargo, nunca pediu ou mandou pedir “um centavo que fosse” para o acolhimento de idosos no lar da instituição.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.