Info

Autoridades brasileiras apreendem 1,8 toneladas de cocaína que seriam enviadas para a Europa

| Mundo
Porto Canal com Lusa

São Paulo, Brasil, 11 mar (Lusa) - Quase 1,8 toneladas de cocaína foram apreendidas no porto de Santos, o maior do Brasil, dentro de um contentor com uma carga de limões que seria enviado para Espanha, anunciaram hoje as autoridades locais.

A operação, que data de sexta-feira, "apreendeu 1.787 quilos de cocaína", refere-se num comunicado da alfândega brasileira.

O mesmo órgão destacou que esta foi "a maior quantidade [de drogas] já apreendida num único contentor" no porto de Santos.

A droga, que estava escondida entre os limões em caixas de papelão, foi detetada por 'scanners' de raios X e cães farejadores. A carga seria enviada para a cidade espanhola de Cartagena.

A Alfândega brasileira explicou que os traficantes provavelmente recorreram a uma técnica de "introduzir a droga no meio de uma carga legal sem o conhecimento dos exportadores e importadores dessa carga".

O porto de Santos é o local com maior número de apreensões de cocaína do Brasil. Em 2018, mais de 23 toneladas desta droga foram apreendidas no local.

CYR // VM

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Termina sequestro em autocarro no Rio de Janeiro, suspeito morto pela polícia

O sequestro dos passageiros de um autocarro na ponte que liga a cidade brasileira do Rio de Janeiro e Niterói terminou cerca das 09h00 locais (13h00 em Lisboa) com a morte do suspeito, informou a Polícia Militar.

Twitter bane propaganda dos 'media' controlados pelo Estado após suspender contas associadas à China

A rede social Twitter informou esta terça-feira que não aceitará mais "propaganda de órgãos de imprensa controlados pelo Estado", condenando comportamentos "manipuladores", depois de anunciar que suspendeu quase mil contas associadas ao regime chinês.

Quatro mil pessoas retiradas de casa devido a incêndio na Grã Canária, Espanha

Um incêndio florestal que lavra desde sábado em Valleseco, na ilha espanhola Grã Canária, obrigou à retirada de quatro mil pessoas de 40 localidades, informou este domingo o presidente do Governo das Ilhas Canárias.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.