Info

Um morto e quatro feridos em incêndio num prédio da Amadora

Um morto e quatro feridos em incêndio num prédio da Amadora
| País
Porto Canal com Lusa

Uma pessoa morreu e quatro ficaram feridas, duas delas com gravidade, num incêndio num prédio na freguesia da Venteira, na Amadora, disse à agência Lusa fonte da Proteção Civil.

Segundo o Centro Operacional de operações e Socorro (CDOS) de Lisboa, dos quatro feridos, dois são considerados graves e dois ligeiros. Pelas 08:15, os feridos estavam ainda a ser assistidos no local.

De acordo com fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), o morto é um bebé/criança e entre os feridos graves estão duas mulheres, uma de 28 anos que foi transportada para o Hospital de S. José e outra de 25 anos que foi levada para o Hospital de Santa Maria.

Segundo o INEM, um bebé de dois meses ficou intoxicado e foi igualmente transportado para o Hospital de Santa Maria.

O alerta para o incêndio foi recebido pelas 07:18 e o fogo deflagrou numa habitação no rés-do-chão de um prédio de três andares, na Estrada Salvador Allende, na freguesia da Venteira (Amadora).

No local, pelas 08:15, estavam oito viaturas e 24 operacionais dos bombeiros da Amadora, Queluz, PSP e INEM, que fez deslocar para o local uma equipa de psicólogos.

+ notícias: País

Ministra da Saúde diz que "está feita" recuperação das greves cirúrgicas

A ministra da Saúde, Marta Temido, afirmou esta quarta-feira que "está feita" a recuperação das duas greves cirúrgicas que levou ao cancelamento de milhares de cirurgias.

Jovem de 22 anos encontrado morto numa garagem em Mangualde

Um jovem de 22 anos foi esta quarta-feira de madrugada encontrado morto debaixo de uma viatura, dentro de uma garagem, em Abrunhosa do Mato, no concelho de Mangualde, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro.

FENPROF manifestou-se frente ao Parlamento contra a precariedade no Ensino Superior

O secretário geral da FENPROF considera inadmissível que ainda existam docentes do Ensino Superior sem saber se vão ter progressão nas carreiras. O sindicato manifestou-se em frente ao Parlamento contra a precariedade no Ensino Superior.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.