Info

Governo ordena inquérito a alegado espancamento de dez formandos da GNR

Governo ordena inquérito a alegado espancamento de dez formandos da GNR
| País
Porto Canal com Lusa

O Ministério da Administração Interna ordenou este domingo à Inspeção Geral da Administração Interna a abertura de um inquérito sobre o alegado espancamento de dez formandos da GNR em treinos num curso em Portalegre.

Numa nota enviada às redações, o ministério refere que o inquérito visa o "apuramento dos factos e determinação de responsabilidade" sobre o caso, noticiado hoje pelo Jornal de Notícias.

Segundo o ministério, a confirmarem-se, estes factos "não são toleráveis numa força de segurança num Estado de Direito democrático".

No comunicado, o ministério acrescenta que o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, "pediu esclarecimentos ao Comando Geral da GNR sobre os factos descritos na notícia".

De acordo com o Jornal de Notícias, cerca de dez formandos do 40.º curso do Centro de Formação da GNR, em Portalegre, sofreram graves lesões e traumatismos durante o módulo "curso de bastão extensível", que obrigaram em alguns casos a internamento hospitalar e a intervenções cirúrgicas.

+ notícias: País

Procuradoria-Geral da República diz que paralisação dos enfermeiros é ilegal por não corresponder ao pré-aviso

A Procuradoria-Geral da República considerou a greve dos enfermeiros ilegal por não corresponder ao pré-aviso e porque o fundo usado para compensar a perda de salário não foi constituído nem gerido pelos sindicatos que decretaram a paralisação.

Alterações climáticas vão gerar verões tempestuosos e abafados

As alterações climáticas estão a mudar a energia na atmosfera, levando a verões mais tempestuosos, mas também a longos períodos quentes e abafados, com implicações na qualidade do ar, segundo um estudo hoje divulgado.

Mais de 950 registos de violência contra profissionais de saúde só no ano passado

Mais de 950 casos de incidentes de violência contra profissionais de saúde foram registados só no ano passado, ficando 2018 como aquele em que mais episódios foram notificados, segundo dados da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.