Info

Turquia anuncia para quarta-feira o fim de dois anos de estado de emergência

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Ancara, 13 jul (Lusa) - A Turquia anunciou hoje que o estado de emergência instaurado há dois anos, após um golpe falhado que levou a vastas purgas, vai ser levantado na próxima quarta-feira.

"O estado de emergência atual chegará ao fim na tarde de 18 de julho (quarta-feira). O Presidente não tem vontade de o prolongar", declarou o porta-voz do chefe de Estado, Recep Tayyip Erdogan,

Em conferência de imprensa, o porta-voz, Ibrahim Kalin, salientou que "a luta contra o terrorismo vai continuar no quadro das leis vigentes", mas assinalou que o estado de emergência poderá ser reinstaurado "em caso de situação extraordinária".

Erdogan, reconduzido em 09 de julho para um novo mandato de cinco anos com poderes reforçados, admitiu rever o estado de emergência durante a campanha para as eleições de 24 de junho, uma promessa que fez depois dos principais rivais o terem feito.

O estado de emergência foi declarado em 20 de julho de 2016, na sequência da tentativa de golpe de Estado de Ancara, de 15 a 16 de julho, que Erdogan atribuiu ao predicador Fethullah Gülen, exilado nos Estados Unidos e que nega qualquer envolvimento.

JOP // EL

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Número de mortos contabilizados por Moçambique devido ao ciclone sobe para 417

O número de mortos contabilizados por Moçambique, devido ao ciclone Idai, subiu este sábado para 417, anunciaram hoje as autoridades.

Forças Democráticas Sírias anunciam fim do "califado" do Estado Islâmico na Síria

As Forças Democráticas Sírias anunciaram este sábado que o "califado" do grupo extremista Estado Islâmico (EI) foi totalmente eliminado, após combates em Bagouz, o último reduto 'jihadista' na Síria.

PJ de Macau desmantela rede que lucrou 35,1 ME com negócio da prostituição desde 2017

As autoridades de Macau detiveram 13 membros de um grupo suspeito de lenocínio e associação criminosa que a Polícia Judiciária (PJ) acredita ter obtido, desde 2017, 313 milhões de dólares de Hong Kong (35,1 milhões de euros).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.