Info

Dezenas de detidos em operação da PJ contra grupo motard Hells Angels

Dezenas de detidos em operação da PJ contra grupo motard Hells Angels
| País
Porto Canal com Lusa

A operação desencadeada esta quarta-feira pela Polícia Judiciária contra o grupo de motards Hells Angels envolveu 400 elementos da PJ que fizeram dezenas de detenções e visou desmantelar a estrutura, apelidada pelas autoridades como uma "violenta organização criminosa".

Em comunicado, a PJ esclarece que, através da Unidade Nacional Contra-Terrorismo (UNCT) e numa investigação titulada pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), desencadeou esta megaoperação, que se insere "no âmbito de vários inquéritos em que se visa investigar as atividades ilícitas desenvolvidas em território nacional pela organização Hells Angels Motorcycle Club (HAMC)".

A PJ deteve dezenas de pessoas suspeitas de integrarem esta estrutura criminosa, "constituída por indivíduos extremamente perigosos, com vastos antecedentes criminais e larga experiência na área da criminalidade violenta e organizada", refere o comunicado da Polícia Judiciária.

"Os detidos irão ser presentes a partir de amanhã [quinta-feira] a primeiro interrogatório judicial para a aplicação da medida de coação tida por conveniente", acrescenta.

A PJ prestará durante o dia de hoje esclarecimentos adicionais acerca do desenvolvimento desta operação.

Numa nota enviada à comunicação social, a Procuradoria-Geral da República explica que nas diligências de hoje participaram 400 elementos da PJ.

Segundo fonte ligada à investigação, em causa estão suspeitas dos crimes de associação criminosa, roubo e tentativa de homicídio.

No passado mês de março, uma rixa envolvendo elementos do Hells Angels de outro grupo motard (Red & Gold) dentro de um restaurante no Prior Velho (Loures) fez seis feridos.

+ notícias: País

Nascimentos em Portugal atingiram no primeiro trimestre valor mais alto em sete anos

O número de nascimentos em Portugal atingiu o valor mais elevado dos últimos sete anos no primeiro trimestre de 2019, período em que foram rastreados 21.348 recém-nascidos, de acordo com o número de "testes do pezinho" realizados.

25 de abril: a história da revolução vivida na cidade do Porto

Neste 25 de abril contamos-lhe a historia de como foi a revolução no Porto. Foi a partir do quartel, onde hoje são as consultas externas do hospital de são António, que saíram os capitães de abril para tomar o quartel general do regime. Vieram as forças especiais de Lamego, caso fosse necessária uma intervenção mais musculada, mas tudo decorreu de forma pacífica.

25 de abril: a história de José Carlos Almeida, o "preso sem nome"

O 25 de abril significou também a libertação dos presos políticos. Contamos a história do último homem a ser preso pelo regime dias antes da revolução. É a primeira vez o que José Carlos Almeida, conhecido como o "preso sem nome", grava uma entrevista para a televisão.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.