Info

Dezenas de detidos em operação da PJ contra grupo motard Hells Angels

Dezenas de detidos em operação da PJ contra grupo motard Hells Angels
| País
Porto Canal com Lusa

A operação desencadeada esta quarta-feira pela Polícia Judiciária contra o grupo de motards Hells Angels envolveu 400 elementos da PJ que fizeram dezenas de detenções e visou desmantelar a estrutura, apelidada pelas autoridades como uma "violenta organização criminosa".

Em comunicado, a PJ esclarece que, através da Unidade Nacional Contra-Terrorismo (UNCT) e numa investigação titulada pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), desencadeou esta megaoperação, que se insere "no âmbito de vários inquéritos em que se visa investigar as atividades ilícitas desenvolvidas em território nacional pela organização Hells Angels Motorcycle Club (HAMC)".

A PJ deteve dezenas de pessoas suspeitas de integrarem esta estrutura criminosa, "constituída por indivíduos extremamente perigosos, com vastos antecedentes criminais e larga experiência na área da criminalidade violenta e organizada", refere o comunicado da Polícia Judiciária.

"Os detidos irão ser presentes a partir de amanhã [quinta-feira] a primeiro interrogatório judicial para a aplicação da medida de coação tida por conveniente", acrescenta.

A PJ prestará durante o dia de hoje esclarecimentos adicionais acerca do desenvolvimento desta operação.

Numa nota enviada à comunicação social, a Procuradoria-Geral da República explica que nas diligências de hoje participaram 400 elementos da PJ.

Segundo fonte ligada à investigação, em causa estão suspeitas dos crimes de associação criminosa, roubo e tentativa de homicídio.

No passado mês de março, uma rixa envolvendo elementos do Hells Angels de outro grupo motard (Red & Gold) dentro de um restaurante no Prior Velho (Loures) fez seis feridos.

+ notícias: País

Número de feridos sobre para 20 no distrito de Castelo Branco

O ministro da Administração Interna indicou hoje que subiu para 20 o número de feridos nos incêndios que lavram desde a tarde de sábado no distrito de Castelo Branco e que se propagaram a Mação, distrito de Santarém.

Tecnologia 'morta' nas esquadras impede PSP e GNR de ceder à base de dados de informação policial

Milhares de computadores das esquadras da PSP e da GNR estão sem acesso à base de dados do sistema de informações. Tudo porque são antigos e não suportam a última atualização do Sistema. O Governo desmente.

GNR aumentou psicólogos e faz reavaliação psicológica ao efetivo

 A GNR aumentou o número de psicólogos e de psiquiatras ao serviço dos militares da corporação e está a realizar uma reavaliação psicológica do efetivo como medida de prevenção do suicídio.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.