Info

Lazy Sessions levam a Braga três noites de concertos no Parque de Guadalupe

| Norte
Porto Canal com Lusa

Braga, 12 jun (Lusa) -- O ciclo Lazy Sessions, que começou no Porto, decorre este ano pela primeira vez em Braga, com três noites de concertos no Parque de Guadalupe, a primeira no sábado, com Fere e Dead Men Talking.

As sessões, de entrada gratuita, têm, cada uma, um curador musical, com o próximo sábado a cargo de Adolfo Luxúria Canibal, a sessão de 23 de junho, com Branko e, a de 30 de junho, a última, pela mão de Manel Cruz.

O evento, que tem como objetivo "promover os novos nomes do panorama musical português" - reforça a organização em comunicado -, muda-se para Braga depois de vários anos no portuense Jardim das Virtudes, com a primeira edição no Parque de Guadalupe, junto à Capela, a arrancar com as 'apostas' de Adolfo Luxúria Canibal, dos Mão Morta.

Segundo o músico, que assina o texto de apresentação, as escolhaas recaíram no "'post-rock instrumental de toada densa e sufocante" dos Fere, banda que tem ainda "alguns laivos de 'metal' arrastado".

"Montedor", editado já este ano, é o álbum de estreia do grupo, que em 2016 compôs a banda sonora da peça "Nunca Mates o Mandarim", do Teatro Experimental do Porto.

Por outro lado, os Dead Men Talking representam "um 'post-punk' muito alicerçado na eletrónica", mostrando o segundo álbum, "Places Without Answers", editado em 2018.

O segundo de três sábados das Lazy Sessions está marcado para dia 23, com um especial de São João agendado, sendo que a curadoria se divide entre a organização, com uma matiné que inclui Dona Carioca, Vítor Torpedo, Quadra e DJ Terzi, e o produtor Branko.

As escolhas do fundador da editora Enchufada, que animam o espaço até às 04:00 de dia 24, recaíram sobre outros dois produtores, PEDRO e Rastronaut, "membros fundamentais da família Enchufada" que terão nas mãos a responsabilidade de "pôr as pessoas a dançar com as batidas mais incríveis do planeta".

A última sessão, marcada para 30 de junho, tem curadoria de Manel Cruz, antigo vocalista dos Ornatos Violeta, responsável por projetos como Foge, Foge Bandido ou Supernada, e reflete o percurso eclético do músico.

O último sábado contará com os Lazy Faithful, que "assumem a canção no seu sentido mais convencional", explica Cruz, e trazem "Bringer of a Good Time", segundo disco editado em março.

O outro nome apresentado é o grupo de 'jazz' Hitchpop, sob a "premissa do improviso, como elogio do inesperado e reação a este".

A banda portuense lançou o primeiro álbum, homónimo, depois de ter começado há cinco anos, apostando na fusão entre o 'jazz' e o 'rock'.

SIYF // MAG

Lusa/fim

+ notícias: Norte

Embarcação que naufragou ao largo de Espinho localizada no fundo do mar

A Marinha Portuguesa informou hoje que localizou, no fundo do mar, a embarcação Mestre Silva que naufragou há uma semana ao largo de Esmoriz, no concelho de Espinho.

Hospital de São João da Madeira retoma obras no Serviço de Urgência

O Hospital de São João da Madeira já retomou as obras no Serviço de Urgência após divergências com o empreiteiro inicial e ajustará a nova intervenção à grande procura registada nessa valência, revelou hoje a administração da unidade.

Começou a remoção dos resíduos do Cachão em Mirandela

Os resíduos depositados no Complexo do Cachão, em Mirandela, Trás-os-Montes, começaram hoje a ser removidos depois de cinco anos de polémica e queixas com a perspetiva de a operação ser concluída até ao final do ano.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.