Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Associação Sindical dos Funcionários da ASAE marca greve para 27 de abril

Associação Sindical dos Funcionários da ASAE marca greve para 27 de abril
| Economia
Porto Canal com Lusa

A Associação Sindical dos Funcionários da ASAE (ASF) marcou para dia 11 de abril uma vigília em frente ao Ministério da Economia e uma greve para o dia 27 do mesmo mês, foi no sábado decidido em assembleia-geral.

A estrutura sindical exige ao Governo a conclusão do processo negocial até dia 11 de abril, "data que assinala um ano desde o final previsto para a conclusão do mesmo" e, caso isso não aconteça, no mesmo dia vai realizar vigília em frente ao Ministério da Economia, anuncia em comunicado.

Na semana de 16 a 20 do próximo mês a ASF pretende realizar ações de sensibilização junto dos aeroportos e zonas turísticas no sentido de alertar para a incapacidade da ASAE em dar a resposta adequada a todas as solicitações.

A associação refere que tem estado em conversações com o Governo desde outubro de 2016 para que seja criado um estatuto de carreira para os inspetores da ASAE.

"Entretanto, o processo negocial continua a arrastar-se, não havendo memória de um processo negocial tão longo!", refere a nota.

+ notícias: Economia

Reformados estrangeiros escolhem cada vez mais Portugal como destino para morar

Há cada vez mais estrangeiros a escolher Portugal para viver durante a reforma. Muito graças aos benefícios fiscais do “Regime de Residentes Não Habituais”, introduzido pelo Governo em 2009. Em apenas um ano a adesão ao regime cresceu 44%. Quem decide reformar-se no Porto, garante que há muitas vantagens em relação a outros pontos do país.

Air France estima que impacto de 11 dias de greve foi de 300 ME

O impacto financeiro de 11 dias de greve na Air France deverá ter sido de cerca de 300 milhões de euros, informou esta terça-feira a transportadora aérea, que vai lançar uma consulta aos trabalhadores sobre a proposta de aumentos salariais.

Portugal mantém 3ª maior dívida pública europeia no 4º trimestre de 2017 apesar do recuo

A dívida pública recuou na zona euro (86,7%) e na União Europeia (UE 81,6%) no quatro trimestre de 2017, com Portugal a manter a terceira maior (125,7%), apesar da forte diminuição homóloga e trimestral, segundo o Eurostat.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.