Info

Governo aprova na quinta-feira nova estratégia de inovação para Portugal - António Costa

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 14 fev (Lusa) -- O Governo vai aprovar, na quinta-feira, uma nova estratégia de inovação para Portugal 2018-2030, "com metas claras", incluindo um investimento global em Inovação e Desenvolvimento (I&D) até 2030, anunciou hoje o primeiro-ministro, no parlamento.

Outra das metas do Governo nesta estratégia, anunciada por António Costa, no debate quinzenal, na Assembleia da República, em Lisboa, será democratizar o acesso ao ensino superior.

O objetivo é alcançar "níveis de participação na ordem dos 60%, entre os jovens de 20 anos, e alargar para 50% o número de graduados na faixa etária de 30-34 anos".

Por outro lado, no Conselho de Ministros de quinta-feira, o Governo vai aprovar o programa "GoPortugal", que inclui o apoio a novos acordos de colaboração entre Portugal e a Carnegie Mellon University, o Massachusetts Institute of Tecnology (MIT), a Universidade do Texas, em Austin, e a Sociedade Fraunhofer.

Um quarto ponto será a aprovação de Lei da Ciência para "modernizar o regime jurídico das instituições que se dedicam à investigação científica e desenvolvimento tecnológico" e de forma a reforçar "as condições de emprego científico e qualificado".

NS // VAM

Lusa/fim

+ notícias: Política

Tiago Barbosa Ribeiro espera que a regionalização esteja no programa eleitoral do PS

Tiago Barbosa Ribeiro, deputado do PS, defende que sem regionalização não se resolvem os problemas da desigualdade territorial e como tal, espera "que a regionalização esteja" no programa eleitoral do PS.

Deputado do PS afirma que casos de alegada corrupção prejudicam a 'luta' pela regionalização

Tiago Barbosa Ribeiro, deputado do PS, afirma que sempre que existem casos noticiados de alegada corrupção "os adversários da regionalização acabam por ganhar alguns argumentos, mesmo que sejam populistas".

Operações 'Teia' e 'Rota Final': Partidos pedem mais meios e condições para que a justiça funcione rápido

Em pouco mais de duas semanas, Portugal viveu dois escândalos de corrupção que envolvem autarquias do Norte e suspeitas de favorecimento a empresas privadas. O primeiro foi a Operação 'Teia' com nomes ligados ao PS. O segundo é a Operação 'Rota Final', com figuras do PSD. O Porto Canal foi ouvir o que pensam as concelhias partidárias sobre isto e todas admitem que são precisos mais meios e condições para que a justiça funcione rápido.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.