Info

Portugal coloca 1.250 ME com juros a subir a 10 anos e a renovar mínimo a 5 anos

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 14 fev (Lusa) - Portugal colocou hoje 1.250 milhões de euros em Obrigações do Tesouro, com as taxas de juro a subirem a 10 anos e a desceram para um novo mínimo a cinco anos em relação aos anteriores leilões comparáveis, foi anunciado.

Segundo a página da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) na Bloomberg, a dez anos foram colocados 760 milhões de euros em Obrigações do Tesouro (OT) à taxa de juro de 2,046%, superior à taxa do anterior leilão comparável, de 1,939%, em 08 de novembro.

A procura atingiu 1.578 milhões de euros para as OT a dez anos, 2,08 vezes superior ao montante colocado.

No prazo mais curto, a cinco anos, Portugal colocou hoje 490 milhões de euros à taxa de juro média de 0,577%, inferior à verificada no anterior leilão comparável de 11 de outubro (0,916%).

Neste prazo, a procura atingiu hoje 1.781 milhões de euros, 3,63 vezes o montante colocado.

A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) tinha anunciado para hoje a realização de dois leilões de OT com maturidades em 17 de outubro de 2022 e em 17 de outubro de 2028, num montante indicativo global entre 1.000 e 1.250 milhões de euros.

No último leilão de OT a dez anos, que ocorreu em novembro último, Portugal colocou 1.250 milhões de euros a uma taxa média de 1,939%, a mais baixa de sempre e inferior à taxa do anterior leilão comparável (que era de 2,327%).

Já no mais recente leilão a cinco anos, o IGCP emitiu em outubro último 500 milhões de euros em OT, a uma taxa de 0,916%.

Estes dois leilões de dívida são os primeiros de 2018, depois de em janeiro o IGCP ter colocado 4.000 milhões de euros em OT com maturidade em outubro de 2018, através de uma emissão sindicada.

Segundo o programa de financiamento de 2018, o IGCP estima arrecadar 15.000 milhões de euros através da emissão bruta de OT mensalmente, combinando sindicatos e leilões.

MC // CSJ

Lusa/fim

+ notícias: Economia

CP prevê fortes perturbações na véspera e dia de Natal devido a greve

A CP -- Comboios de Portugal alertou hoje para "fortes perturbações" na circulação de comboios nos dias 24 e 25 de dezembro, véspera e dia de Natal, devido a greve anunciada por duas estruturas itinerantes.

Portugueses viajam menos para o estrangeiro no Natal e Ano Novo

Os portugueses deverão viajar menos para o estrangeiro neste Natal e Ano Novo do que em 2017, segundo um estudo efetuado pelo IPDT, especializado em consultoria na área, em parceria com a Soltrópico.

Portugal teve saldo migratório positivo em 2017 pela primeira vez em sete anos

Portugal teve um saldo migratório positivo em 2017, pela primeira vez em sete anos, com mais de 36 mil imigrantes a ultrapassarem as quase 32 mil pessoas que deixaram o país, revelou hoje o Observatório das Migrações.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS