Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Livro ilustrado de Madalena Matoso distinguido na Feira de Bolonha

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 12 fev (Lusa) - O livro "Montanhas", da autora portuguesa Madalena Matoso, foi distinguido nos prémios anuais da Feira do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha, que decorrerá em março, em Itália, anunciou a organização.

Todos os anos aquela feira internacional distingue os melhores livros ilustrados editados em todo o mundo, em várias categorias (ficção, não ficção, primeira obra, livro digital), tendo "Montanhas", de Madalena Matoso, recebido uma menção especial na área do livro de arte, arquitetura e design.

"Montanhas" é um livro de atividades para os mais novos, em grande formato, criado por Madalena Matoso para a editora polaca Wytwórnia, tendo tido uma coedição com a portuguesa Planeta Tangerina.

No livro, Madalena Matoso convida o leitor a completar ilustrações que têm como tema a montanha, sempre ancoradas em pequenos textos como se fossem legendas de uma obra de arte num museu.

"Quis brincar com esse tipo de linguagem e depois cada criança, cada pessoa, pode fazer coincidir o que desenhar com a legenda", afirmou Madalena Matoso à agência Lusa.

Visualmente, a autora explicou que se inspirou em paisagens e ideais do Romantismo, em arte abstrata e em arte contemporânea, embora o resultado seja "super gráfico, geométrico e com cores planas".

Madalena Matoso já ilustrou mais de duas dezenas de livros para crianças, tendo assinado em nome próprio obras como "Livro Clap", "Conta-quilómetros", "Dobra letras" e "Não é nada difícil - o livro dos labirintos".

Cofundadora da editora Planeta Tangerina, Madalena Matoso venceu o Prémio Nacional de Ilustração em 2008 com "A charada da bicharada", de Alice Vieira.

Madalena Matoso estará presente, este ano, na feira de Bolonha, também na exposição internacional de ilustração, com colagens do livro "Não é nada difícil - o livro dos labirintos".

Esta não é a primeira vez que a ilustração portuguesa é premiada em Bolonha.

Em anos anteriores, foram distinguidos com prémios e menções especiais os livros "Lá fora - Um guia para descobrir a natureza", das biólogas Maria Dias e Inês Rosário, ilustrado por Bernardo Carvalho, "Hoje sinto-me...", escrito e ilustrado por Madalena Moniz, "Mar", de André Letria e Ricardo Henriques, e "A ilha", de João Gomes de Abreu e Yara Kono.

Catarina Sobral conquistou em 2014 o Prémio Internacional, atribuído no âmbito da exposição de ilustração da feira, com o livro "O meu avô".

Com a China como país convidado, a feira decorrerá de 26 a 29 de março, com a presença de milhares de autores, ilustradores e editores de todo o mundo, em torno da criação e edição de livros ilustrados para crianças e jovens.

A par da vertente de negócios de direitos de edição, a feira conta com uma exposição internacional dedicada à ilustração, várias mostras espalhadas pela cidade de Bolonha, encontro com autores, lançamentos editoriais e atribuição de prémios.

SS // MAG

Lusa/fim

+ notícias: País

Duas pessoas levadas para o hospital por inalação de fumo após incêndio em Aveiro

Duas pessoas foram transportadas ao hospital por “inalação de fumo”, na sequência do incêndio que obrigou a evacuar um lar de idosos e outro edifício em Aveiro e que foi “dominado às 14h35”, informou fonte da Proteção Civil.

Triplicaram casos de sarampo na Europa em 2017 para mais de 14 mil casos

Mais de 14 mil casos de sarampo foram notificados em 30 países europeus no ano passado, triplicando o número de situações registadas em 2016, segundo um relatório publicado este mês pelo Centro Europeu de Controlo de Doenças.

Funcionários e bolseiros da Universidade de Aveiro querem regularização imediata de vínculos laborais

Cerca de 50 professores, funcionários e bolseiros da Universidade de Aveiro protestaram em frente à reitoria. Em causa estão os vínculos de trabalho precário e o programa do Estado para a regularização desses contratos. A Universidade diz que os processos ainda estão a ser analisados.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.