Info

PR apresenta condolências ao Presidente russo por queda de avião com 71 vítimas

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 11 fev (Lusa) -- O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, apresentou hoje condolências ao Presidente da Rússia, Vladimir Putin, depois da morte das 71 pessoas que seguiam a bordo de um avião que se despenhou nos arredores de Moscovo.

"Tendo tomado conhecimento do trágico acidente de aviação ocorrido hoje nos arredores de Moscovo, apresento a vossa excelência, em meu nome pessoal e em nome do povo português, as minhas sentidas condolências, bem como aos familiares das vítimas", escreve Marcelo Rebelo de Sousa numa mensagem enviada a Putin e publicada na página da internet da Presidência da República.

Um avião de passageiros com 71 pessoas a bordo despenhou-se hoje nos arredores de Moscovo e não houve sobreviventes, segundo uma fonte do ministério de Emergências russo.

O aparelho Antonov An-148 da companhia Saratov Airlines despenhou-se pouco depois de ter descolado do aeroporto de Domodedovo de Moscovo em direção a Orsk, uma cidade dos Urais.

Segundo as agências russas, seguiam a bordo 65 passageiros e seis tripulantes.

CMP (MC) // JPF

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Remodelação no Governo com novos ministros das Infraestruturas e Habitação, Presidência e Planeamento

O primeiro-ministro fez este domingo uma remodelação no Governo promovendo três secretários de Estado a ministros, Mariana Vieira da Silva para a Presidência, Pedro Nuno Santos para as Infraestruturas e Habitação, e Nelson de Souza para o Planeamento.

Catarina Martins diz que PS, PSD e CDS utilizam Europa para "travar" direitos laborais

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, acusou este domingo o PS, PSD e CDS-PP de utilizarem a União Europeia (EU) “como desculpa sempre que querem travar” conquistas laborais para todos os que vivem do seu trabalho.

Autarcas lamentam falta de apoios financeiros do Governo após tempestade Leslie

Autarcas socialistas do distrito de Coimbra lamentam a inexistência de apoios financeiros quatro meses após a tempestade Leslie e garantem que a resolução do Conselho de Ministros que previa aquelas ajudas continua por cumprir.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.