Info

PR apresenta condolências ao Presidente russo por queda de avião com 71 vítimas

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 11 fev (Lusa) -- O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, apresentou hoje condolências ao Presidente da Rússia, Vladimir Putin, depois da morte das 71 pessoas que seguiam a bordo de um avião que se despenhou nos arredores de Moscovo.

"Tendo tomado conhecimento do trágico acidente de aviação ocorrido hoje nos arredores de Moscovo, apresento a vossa excelência, em meu nome pessoal e em nome do povo português, as minhas sentidas condolências, bem como aos familiares das vítimas", escreve Marcelo Rebelo de Sousa numa mensagem enviada a Putin e publicada na página da internet da Presidência da República.

Um avião de passageiros com 71 pessoas a bordo despenhou-se hoje nos arredores de Moscovo e não houve sobreviventes, segundo uma fonte do ministério de Emergências russo.

O aparelho Antonov An-148 da companhia Saratov Airlines despenhou-se pouco depois de ter descolado do aeroporto de Domodedovo de Moscovo em direção a Orsk, uma cidade dos Urais.

Segundo as agências russas, seguiam a bordo 65 passageiros e seis tripulantes.

CMP (MC) // JPF

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Tancos: Ministério da Defesa investiga procedimento da PJ Militar

O Ministério da Defesa determinou a 04 de outubro a realização de uma “auditoria extraordinária aos procedimentos internos” da Polícia Judiciária Militar (PJM), na sequência da recuperação do material militar roubado dos paióis de Tancos no ano passado.

Câmara de Vila Real lança segunda-feira campanha sobre perigo na A24

A Câmara de Vila Real disse que vai colocar painéis nas entradas da Autoestrada 24 (A24) para alertar os automobilistas para os “perigos e falhas” da via, uma iniciativa apoiada pela Comunidade Intermunicipal do Douro (CIM Douro).

Tancos: Presidente da República garante desconhecer factos sobre reaparecimento das armas

O Presidente da República garantiu este sábado à Agência Lusa desconhecer os factos na base do desaparecimento e reaparecimento das armas de Tancos, recordando que tem insistido na exigência do esclarecimento de "toda a verdade, doa a quem doer".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.