Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

António Costa vai reunir-se no final do mês com Presidente de Angola na Suíça

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 13 jan (Lusa) - O secretário-geral socialista anunciou hoje que vai encontrar-se com o Presidente angolano no final deste mês, durante o Fórum Económico Mundial, em Davos (Suíça), e salientou que não há nenhum problema político entre os dois países.

"Tenho um novo encontro marcado [com o chefe de Estado angolano, João Lourenço] para Davos dentro de duas semanas. Portanto, as relações entre Portugal e Angola vão decorrer com toda a normalidade possível, num contexto em que há um problema", declarou António Costa, numa alusão ao processo da Justiça portuguesa que envolve o ex-vice-presidente de Angola Manuel Vicente.

Falando aos jornalistas à entrada da reunião da Comissão Nacional do PS, António Costa referiu que em dezembro passado, durante a última cimeira entre a União Europeia e África, reuniu-se com o Presidente da República de Angola, João Lourenço.

"Foi uma reunião frutuosa, onde ficou claro que não há nenhum problema entre Portugal e Angola dos pontos de vista económico e político. Há uma questão que transcende o poder político, que não diz respeito ao Presidente da República, ao Governo ou à Assembleia da República. É um tema da exclusiva responsabilidade das autoridades judiciárias", salientou o primeiro-ministro.

PMF // MSF

Lusa/fim

+ notícias: Política

Impasse entre três forças políticas leva a novas eleições na freguesia de Darque, em Viana do Castelo

A freguesia de Darque, em Viana do Castelo, vai novamente a eleições. Sete meses depois das autarquicas, as três forças políticas não chegaram a acordo para a constituição do executivo e CDU e PSD renunciaram ao mandato provocando novas eleições.

PCP admite "coisa aproximada à 'geringonça' depois das próximas eleições"

O líder do PCP, Jerónimo de Sousa, afirma numa entrevista este sábado divulgada que não ficou "irritado ou ciumento" com os acordos PS/PSD e que depois das próximas eleições "pode aparecer uma coisa aproximada à 'geringonça'".

Governo confiante num "entendimento" que trave greve "prejudicial" da EMEF

O ministro do Ambiente admitiu que a greve dos trabalhadores da Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário (EMEF), que faz a manutenção das carruagens da Metro do Porto, "provoca prejuízos muito grandes" e mostrou-se esperançado num "entendimento".

Atualizado 21-04-2018 12:59

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.