Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Empréstimos ao consumo sobem 5,3% em setembro

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 14 nov (Lusa) - Os empréstimos ao consumo concedidos às famílias pelos bancos aumentaram 5,3% em setembro face ao mesmo período do ano passado, um ritmo de crescimento dos mais elevados desde 2009, segundo divulgou hoje o Banco de Portugal (BdP).

De acordo com dados atualizados hoje pelo banco central, os empréstimos fornecidos às empresas e às famílias desceram em setembro face ao mesmo mês do ano passado, 3,6% e 0,5%, respetivamente.

No entanto, dentro dos empréstimos concedidos pelos bancos às famílias, o crédito para habitação desceu 1,8%, enquanto o para consumo apresentou em setembro uma taxa de variação anual de 5,3%.

Os empréstimos ao consumo têm subido em termos homólogos nos últimos dois anos, acelerando consecutivamente até atingir um pico de crescimento de 5,4% em agosto deste ano, o mais elevado desde dezembro 2009, a primeira entrada da série do Banco de Portugal.

Em setembro, o crescimento dos novos empréstimos abrandou ligeiramente, ao crescer 5,3% - que representa a segunda taxa de variação anual dos empréstimos ao consumo mais elevada desde 2009, e que também foi registado em julho.

Por sua vez, os empréstimos à habitação diminuíram 1,8% em setembro deste ano face ao mesmo mês do ano passado, um abrandamento face à taxa de variação anual negativa de 2,1% registada em agosto deste ano. Recorde-se que os empréstimos há seis anos que apresentam, todos os meses, taxas de variação anual negativas (embora cada vez menores).

Já os empréstimos às empresas apresentaram caíram 3,6% em setembro deste ano, uma redução superior à de 3,1% verificada no mês anterior, mas ainda inferior à queda anual de 4% verificada em junho deste ano (a maior desde fevereiro de 2015).

Segundo uma nota do banco central, a taxa de juro média dos novos empréstimos concedidos a empresas foi de 2,74% em setembro, ligeiramente inferior à taxa de 2,75% verificada em agosto.

O volume de novos empréstimos concedidos a empresas foi de 2.118 milhões de euros em setembro, acima dos 2.045 milhões de euros registados em agosto.

Nas novas operações de empréstimos a particulares para habitação, a taxa de juro média foi de 1,56% (novo mínimo histórico), por comparação com 1,60% registado em agosto. No crédito ao consumo e no crédito para outros fins, as taxas de juro médias foram de 7,21% e de 3% (novo mínimo histórico), respetivamente, que comparam com 7,44% e 3,51% verificadas em agosto.

Os volumes de novas operações de empréstimos para habitação, consumo e outros fins totalizaram, respetivamente, 740 milhões, 347 milhões e 175 milhões de euros.

SP// ATR

Lusa/fim

+ notícias: Economia

Financiamento do Estado reduziu-se até setembro devido a reembolsos ao FMI

Lisboa, 22 nov (Lusa) - O financiamento das administrações públicas foi de 1.400 milhões de euros entre janeiro e setembro, menos de metade do valor do mesmo período de 2016 devido aos reembolsos antecipados ao FMI, segundo dados hoje divulgados pelo Banco de Portugal.

Bruxelas adverte que subida do salário mínimo pode ter impacto negativo no emprego

Bruxelas, 22 nov (Lusa) -- A Comissão Europeia advertiu hoje que uma nova subida do salário mínimo em Portugal pode ter um impacto negativo no emprego de trabalhadores com baixas qualificações, considerando "crucial" a monitorização da situação.

Riscos são claros, mas Portugal está no bom caminho - Moscovici

Bruxelas, 22 nov (Lusa) -- O comissário europeu dos Assuntos Económicos comentou hoje que o plano orçamental de Portugal para 2018 acarreta claramente "riscos de incumprimento", mas considerou ainda assim que o país está no bom caminho e não pode é repetir os erros do passado.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS