Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Diabetes mata mais de dez portugueses por dia

| País
Porto Canal com Lusa

Entre dez a doze portugueses morrem a cada dia, em média, por diabetes, uma doença que afeta mais de um milhão de pessoas em Portugal, segundo um relatório nacional que é divulgado esta terça-feira.

O documento da Direção-geral da Saúde (DGS), divulgado no dia em que se assinala o Dia Mundial da Diabetes, mostra que a mortalidade causada por esta doença tem vindo, ainda assim, a diminuir e que 2015 foi o ano que registou a taxa de mortalidade padronizada mais baixa, com 19,4 mortos por 100 mil habitantes.

Morrem por ano por diabetes entre 2.200 a 2.500 mulheres e cerca de 1.600 a 1.900 homens, o que significa mais de 4% das mortes das mulheres e de 3% nos homens.

A doença afeta mais de 13% da população portuguesa e estima-se que 44% das pessoas com diabetes esteja por diagnosticar.

Os centros de saúde realizam avaliações do risco de desenvolver diabetes, mas o Programa Nacional para a doença propõe um aumento do número de novos diagnósticos precoces.

De 2015 para 2016 o número de avaliações de risco de desenvolver diabetes teve um decréscimo, de 621 mil avaliações para menos de 619 mil.

Até 2020, a DGS pretende aumentar em 30 mil o número de novos diagnósticos através de diagnóstico precoce, diminuir a mortalidade prematura por diabetes em 5% e diminuir o desenvolvimento de diabetes em 30 mil utentes de risco.

Em termos regionais, a diabetes apresenta maior prevalência no Alentejo e na região autónoma dos Açores, sendo o Algarve a região com menor prevalência.

+ notícias: País

Oito em cada dez portugueses opta por passar férias de verão fora do país

Oito em cada dez portugueses vão passar férias fora de Portugal, segundo o Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo. O Porto Canal foi perceber quais são, de facto, os destinos de eleição para este ano.

Estudo indica que melhores alunos do país são os de Medicina

Os melhores alunos do país são os de Medicina e estudam em média uma hora por dia. A conclusão é de um estudo da Faculdade de Medicina do Porto, que diz que os estudantes desta área devem ser acompanhados assim que entram para a faculdade.

PJ investiga causas de incêndio em empresa de congelados de Viseu

A Polícia Judiciária está a averiguar as causas do incêndio que deflagrou esta quarta-feira na Beiragel, empresa do concelho de Viseu que se dedica ao comércio e transformação de produtos alimentares congelados, disse o segundo comandante dos Bombeiros Municipais.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.