Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Euribor mantêm-se a 3 e12 meses e sobem a 6 e 9 meses

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 10 nov (Lusa) -- As taxas Euribor mantiveram-se hoje a três e 12 meses e subiram a seis e nove meses em relação a quinta-feira.

A Euribor a três meses, em valores negativos desde 21 de abril de 2015, voltou hoje, pela oitava sessão consecutiva, a ser fixada em -0,329%, contra o atual mínimo de sempre, de -0,332%, registado pela primeira vez em 10 de abril.

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação e que entrou em terreno negativo pela primeira vez em 06 de novembro de 2015, subiu hoje para -0,275%, mais 0,001 pontos do que na quinta-feira e contra -0,276%, atual mínimo de sempre, registado pela primeira vez em 30 de outubro.

A nove meses, a Euribor foi hoje fixada em -0,219%, mais 0,001 pontos do que na quinta-feira e contra o atual mínimo de sempre, de -0,224, registado pela primeira vez em 27 de outubro.

No prazo de 12 meses, a taxa Euribor, que desceu para valores abaixo de zero pela primeira vez em 05 de fevereiro de 2015, foi fixada de novo em -0,191%, atual mínimo de sempre, verificado pela primeira vez em 3 de novembro.

As Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de 57 bancos da zona euro está disposto a emprestar dinheiro entre si no mercado interbancário.

MC //ATR

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Francisco Louçã antevê uma nova crise financeira como em 2007

10 anos depois da crise, os desiquilíbros financeiros mantêm-se e o risco de uma nova crise é cada vez mais real. As palavras sao de Francisco Louçã, no livro "Sombras". Na obra, agora lançada, o economista aborda o poder da 'finança-sombra' e os riscos que esta impõe à economia global.

Produção agrícola recua 2,8% em 2016 na UE e 2,5% em Portugal

Bruxelas, 22 nov (Lusa) -- A produção agrícola caiu 2,8% em 2016 na União Europeia, face ao ano anterior, para um valor de 405,0 mil milhões de euros, e 2,5% em Portugal, para os 6,9 mil milhões de euros, segundo dados do Eurostat.

Dois aviões Boeing vendidos na China através de plataforma de comércio eletrónico

Pequim, 22 nov (Lusa) - A maior companhia aérea privada da China, a SF Express, comprou dois aviões Boeing 747-400, através da plataforma de comércio eletrónico Taobao, por 322,8 milhões de yuan (41,5 milhões de euros), foi hoje noticiado.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS