Info

Empreitadas de obras públicas quase duplicam no 3.º trimestre, o melhor em 25 anos

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 02 nov (Lusa) -- O terceiro trimestre do ano foi o melhor dos últimos 25 no mercado das obras públicas, com um crescimento homólogo de 96% dos concursos de empreitadas promovidos, anunciou hoje a AICCOPN.

Segundo a edição de outubro do Barómetro das Obras Públicas da Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN), no final do terceiro trimestre, os concursos de empreitadas de obras públicas promovidos situaram-se em 2.311 milhões de euros, mais 96% face ao mesmo período do ano passado.

"Com os anúncios de concursos a atingirem os 831 milhões de euros, este foi o melhor trimestre dos últimos 25, ou seja, desde junho de 2011 que não existia um registo trimestral tão elevado", lê-se no comunicado da associação.

De acordo com a AICCOPN, o total de contratos celebrados e reportados até final de setembro atingiu 1.525 milhões de euros, ou seja, mais 57% que o verificado no ano anterior.

"Considerado apenas o montante registado neste terceiro trimestre, 584 milhões de euros, constata-se que, tal como verificado ao nível dos concursos públicos promovidos, este também é o melhor trimestre desde junho de 2011", sublinha a associação.

Nos primeiros nove meses do ano, os contratos celebrados e reportados no Observatório das Obras Públicas no âmbito de concursos públicos ascendem a 879 milhões de euros, mais 74% em termos homólogos.

Os contratos celebrados em resultado de ajustes diretos ascendem a 562 milhões de euros, um aumento de 44% face ao mesmo período de 2016.

DF // MSF

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Covid-19: Confederação do Comércio e Serviços está contra mudanças no regime de 'lay-off'

A Confederação do Comércio e Serviços rejeita mudanças no lay-off. A entidade defende que seria preferível estender o atual regime por mais três meses, nas mesmas condições.

Setor dos transportes de passageiros acusa patrões de fraude ao Estado

Os trabalhadores dos transportes de passageiros acusam os patrões do setor de fraude ao Estado português. Em causa está a grande quantidade de motoristas em situação precária, enquanto as empresas continuam a receber subsídios estatais.

Comissão Europeia "otimista" sobre rápida retoma económica em Portugal

A Comissão Europeia diz estar "razoavelmente otimista" sobre uma "rápida recuperação" económica de Portugal após a crise gerada pela covid-19 e considera que a forma como o país "controlou" a pandemia beneficiará a retoma do turismo este verão.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.