Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Governo reforça combate aos incêndios com mais 17 meios aéreos até ao fim do mês

Governo reforça combate aos incêndios com mais 17 meios aéreos até ao fim do mês
| Política
Porto Canal com Lusa

O dispositivo de combate aos incêndios foi reforçado com mais 17 meios aéreos, até final de outubro, por causa do risco de fogo florestal, anunciou o Ministério da Administração Interna (MAI).

Em comunicado divulgado domingo à noite, o MAI explica que o Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, autorizou o reforço do dispositivo aéreo de combate aos incêndios com 17 meios aéreos: 13 helicópteros ligeiros e quatro aviões médios anfíbios.

Este reforço significa "praticamente uma duplicação do dispositivo de meios aéreos disponíveis até ao final de outubro -- de 18 para 35 --", num investimento de cerca 1,4 milhões de euros, lê-se na nota de imprensa.

Para os próximos dias haverá também um aumento de meios de combate, de 660 elementos e 132 viaturas, e um reforço do patrulhamento por parte das Forças Armadas, com 86 equipas de patrulha em todos os distritos do território continental, em articulação com a GNR e a PSP.

A decisão do MAI é tomada tendo em conta "a previsão de condições meteorológicas adversas e o índice de risco de incêndio florestal previstos pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera até ao final do mês de outubro, bem como os níveis de alerta especial determinados pela Autoridade Nacional de Proteção Civil para os próximos dez dias".

Aqueles 17 meios aéreos ficam disponíveis para operar a partir de hoje e até 31 de outubro em Vila Real, Viseu, Braga, Fafe, Alfândega da Fé, Armamar, Águeda, Guarda, Cernache, Proença-a-Nova, Pernes, Portalegre, Ourique, Grândola e Monchique.

O novo ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, e o novo secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Tavares Neves, tomaram posse no sábado e visitaram no domingo a Autoridade Nacional de Proteção Civil.

+ notícias: Política

Centeno avança que quase 50% dos professores vão ter progressões na carreira

O ministro das Finanças afirmou hoje que quase 50% dos professores vão ter progressões na carreira e mais de 7.000 recém-contratados vão ser colocados nos escalões previstos em 2018, medidas que vão custar mais 115 milhões de euros.

Bloco de Esquerda denuncia cortes de água a dezenas de famílias de Aldoar, Porto

Dezenas de famílias de Aldoar, Porto, ficaram sem água, denunciou hoje o Bloco de Esquerda que em visita ao local exigiu que a câmara "reponha um bem essencial e reúna com as pessoas, mostrando-se sensível à sua situação económica".

Governo quer gestão intermunicipal nas florestas de norte a sul do país

Depois de muita revindicação dos autarcas o secretário de Estado das Florestas diz quer que as comunidades intermunicipais tenham um papel mais interventivo na gestão do património florestal.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS