Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Produção na Autoeuropa subiu 29,6% em setembro para mais de nove mil viaturas

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 12 out (Lusa) -- A produção na fábrica da Autoeuropa, em Palmela, registou uma subida de 29,6% em setembro, na comparação com igual mês de 2016, para 9.003 viaturas, e entre janeiro e setembro aumentou 6,3% (68.299), segundo a ACAP.

As estatísticas da Associação do Comércio Automóvel de Portugal (ACAP) indicam que a produção da fábrica de Palmela, do grupo Volkswagen, representou 60% do total nacional.

Por marcas, a Volkswagen somou 4.887 veículos fabricados em setembro (+7,4%) e a Seat 4.116 (+72,4%), todos ligeiros de passageiros.

Em agosto, os dados mostravam que a fábrica tinha produzido 6.241 automóveis, aproximadamente 18 vezes mais (+1.683,1%) do que no mesmo mês de 2016.

No mês marcado pelo início da produção do novo modelo, o T-Roc, e de uma greve a 30 de agosto, a fábrica do grupo Volkswagen produziu 6.241 ligeiros de passageiros, o que representou 72,5% do total da produção automóvel em Portugal. Em agosto de 2016 foram produzidos 350 veículos, numa altura de paragem de verão.

A fábrica estima produzir mais de 200.000 veículos Volkswagen T-Roc em 2018, quase triplicando a produção de 2016, o que levou a empresa a contratar cerca de 2.000 novos trabalhadores e a decidir a abertura de um sexto dia de produção aos sábados, solução que não agrada aos trabalhadores e que esteve na origem da primeira greve por razões laborais.

Este ano, a paragem decorreu na última semana de junho e na primeira de julho.

Os dados da indústria automóvel em setembro mostram ainda que a Peugeot Citroen produziu um total de 5.005 veículos (+5,1%), dos quais 3.520 comerciais ligeiros.

A Mitsubishi Fuso Truck Europeu produziu 1.007 (+58,3%) viaturas, entre comerciais ligeiros (369) e pesados (638), enquanto a Toyota Caetano registou 1.471 novos veículos, todos comerciais ligeiros, numa subida de 7,8%.

No total foram produzidos 15.015 veículos em Portugal no mês passado, o que mostra uma subida, na comparação com setembro de 2016, de 21,7%.

PL (GR)// ATR

Lusa/fim

+ notícias: Economia

Famílias numerosas dizem-se discriminadas no custo da água que consomem

As famílias numerosas dizem-se discriminadas no custo da água que consomem. Nos concelhos mais desiguais, sem tarifários familiares, o preço pode variar até 12 euros por pessoa. No Porto nem metade dos municípios têm este tipo de tarifário.

Parecer científico recomenda a suspensão da pesca da sardinha em 2018

A pesca da sardinha deverá ser proibida em 2018 em Portugal e Espanha, face à redução acentuada do 'stock' na última década, refere o parecer do Conselho Internacional para a Exploração do Mar (ICES) hoje divulgado.

Adelino Costa Matos diz que é "gritante" a falta de mão-de-obra qualificada a nível nacional

O Presidente da ANJE diz que em Portugal não existem jovens para trabalhar com formação profissional. Adelino Costa Matos afirma mesmo que a falta de mão-de-obra é "gritante".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS

Consultório

Como prevenir a gripe - medicamentos e...

Nota Alta

Mazgani - "The Faintest Light"