Info

Festival de cinema de Locarno termina com "Verão Danado" português em competição

| País
Porto Canal com Lusa

Locarno, Suíça, 12 ago (Lusa) - O Festival de Cinema de Locarno termina hoje, na Suíça, e tem a longa-metragem portuguesa "Verão Danado", primeira obra de Pedro Cabeleira, na competição para jovens realizadores, entre outros cinco filmes com produção nacional.

Estreado em Locarno na secção "Cineastas do presente", "Verão danado" é uma ficção, mas retrata um tempo que é também o do realizador e dos mais de cem jovens atores e técnicos que entram no filme.

"Foi feito com pessoal da nossa idade, que tinha acabado a escola. Houve essa energia que foi contagiante entre uns e outros, principalmente entre os atores. Faziam 20 papéis no filme. Houve esta luta que não foi só minha. Foi uma luta de muita gente para que isto acontecesse", contou Pedro Cabeleira, de 25 anos, à agência Lusa.

Em Locarno, foram ainda exibidas a curta-metragem "O homem de Trás-os-Montes", de Miguel Moraes Cabral, fora de competição, e o documentário "António e Catarina", produção portuguesa da romena Cristina Hanes, na competição de curtas.

A estes juntaram-se ainda dois filmes com coprodução portuguesa: "9 dedos", do francês F.J. Ossang, na competição oficial, e "Milla", de Valerie Massadian, na competição de jovens realizadores.

O festival de Locarno completa a 70.ª edição com 18 filmes em competição pelo Leopardo de Ouro.

Entre estes estão a produção brasileira "As boas maneiras", de Juliana Rojas e Marco Dutra - com direção de fotografia do português Rui Poças -, "Ta peau si lisse", de Denis Côte, e "La telenovela errante", rodada nos anos 1990 por Raoul Ruiz e finalizada pela mulher, Valeria Sarmiento.

O Festival de Locarno distinguiu, com os prémios de honra, o realizador Todd Haynes, o ator Adrien Brody e o diretor de fotografia José Luis Alcaine.

SS // MAG

Lusa/fim

+ notícias: País

Tecnologia 'morta' nas esquadras impede PSP e GNR de ceder à base de dados de informação policial

Milhares de computadores das esquadras da PSP e da GNR estão sem acesso à base de dados do sistema de informações. Tudo porque são antigos e não suportam a última atualização do Sistema. O Governo desmente.

GNR aumentou psicólogos e faz reavaliação psicológica ao efetivo

 A GNR aumentou o número de psicólogos e de psiquiatras ao serviço dos militares da corporação e está a realizar uma reavaliação psicológica do efetivo como medida de prevenção do suicídio.

Bastonário defende maior aposta na prevenção e cheque-dentista para menores de 6 anos

O bastonário dos médicos dentistas defende uma maior aposta na prevenção em detrimento da abordagem direcionada para o tratamento na área da saúde oral, considerando que não faz sentido o cheque dentista não abranger menores de seis anos.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.