Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Fábio Coentrão acusado de 'desviar' 1,29 milhões de euros do fisco espanhol

| Desporto
Porto Canal com Lusa

Madrid, 16 mai (Lusa) -- O português Fábio Coentrão enfrenta acusações de fraude fiscal, depois de a Procuradoria de Madrid apresentar queixas contra o futebolista, acusado de defraudar o fisco em 1,29 milhões de euros, entre 2012 e 2014.

A Procuradoria acusa também o internacional colombiano Falcao, atualmente no Mónaco, de ter defraudado as 'finanças', entre 2012 e 2013 em valores na ordem dos 5,66 milhões de euros, após uma investigação aos dois futebolistas em âmbito fiscal.

Em relação a Coentrão, o ex-jogador do Benfica terá assinado em 2011 um contrato no qual 'simulava' a cedência dos seus direitos de imagem à sociedade Rodinn Company, domiciliada no Panamá.

Segundo a investigação, nesse mesmo ano essa empresa cedeu os direitos a uma outra na Irlanda, designada Multisports Image Management Limited, quando pouco depois passou a ter domicilio fiscal em Madrid, com a chegada ao Real Madrid nesse mesmo ano.

A Procuradoria entende que o lateral manteve a estrutura societária com o objetivo de manter 'fora do radar' do fisco espanhol os ganhos com os direitos de imagem, cifrados em 1,29 milhões de euros.

Ainda de acordo com as autoridades, Falcao teve a "intenção de obter um benefício fiscal ilícito", ao omitir na sua declaração quantidades recebidas quando estava ao serviço do Atlético Madrid, mas também na seleção colombiana.

O domicílio fiscal do jogador era Pozuelo, em Madrid, quando o jogador colombiano representava o Atlético Madrid.

Estas denúncias juntam-se às apresentadas pelas autoridades espanholas contra o argentino Angel Di Maria e o português Ricardo Carvalho, quando eram jogadores do Real Madrid e também por alegada evasão fiscal.

RPM // NF

Lusa/fim

+ notícias: Desporto

Vítor Oliveira explica o porquê de ficar no Portimonense e de não ter ficado em Chaves

Vítor Oliveira, treinador do Portimonense, conhecido por subir equipas da segunda para a primeira liga, afirmou esta quarta-feira no Porto Canal, que vai ficar em Portimão porque o clube tem todas as condições para continuar a trabalhar bem. O técnico explicou também o porquê de na época passada não ter ficado em Chaves após a subida.

Merelinense continua a sonhar com a subida à segunda liga

O Merelinense foi considerada a equipa sensação no campeonato de Portugal e o sonho da subida esteve perto de se realizar, mas um empate no último jogo, atirou a equipa para o play-off de acesso à segunda liga. O Merelinense já ultrapassou as tristezas e promete lutar com todas as forças frente ao Académico de Viseu.

João Amorim afirma que a segunda volta foi determinante para a subida de UD Oliveirense

A UD Oliveirense já assegurou lugar na segunda liga do próximo ano e João Amorim, médio centro do clube de Oliveira de Azeméis, explica como foi a primeira temporada com a equipa.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS