Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Fundação PT apoia equipa e doentes dos paliativos domiciliários de Bragança

| Norte
Porto Canal com Lusa

Bragança, 21 abr (Lusa) -- A equipa de cuidados paliativos domiciliários da Terra Fria, em Bragança, recebeu hoje novos equipamentos a Fundação PT que vão facilitar a comunicação entre profissionais e com os cerca de 70 utentes e familiares que acompanha atualmente.

A doação resulta de uma parceria em que a Fundação PT apoia a unidade com um conjunto de meios e tecnologias para facilitar e aumentar a capacidade de resposta dos profissionais de saúde que acompanham no domicílio doentes em fim de vida nos concelhos de Bragança, Vinhais e Macedo de Cavaleiros.

Ao todo serão distribuídos cerca de 80 telefones, seis 'tablets' e uma viatura como concretizou hoje Graça Rebôcho da Fundação PT, segundo a qual esta equipa de cuidados domiciliários recebeu dos maiores donativos desta organização, sendo "das mais bem equipadas do país" ao nível desta tecnologia.

"Achamos que este projeto vale mesmo a pena porque é um projeto diferenciador e é para as pessoas que estão no fim da linha e que marca a diferença", afirmou.

Os telefones vão ser disponibilizados aos doentes e familiares durante o período de acompanhamento e tem características específicas para a população sénior ou com outros problemas, nomeadamente de visão, audição ou mobilidade.

A responsável explicou que são aparelhos com "teclas grandes, um amplificador de som" e que permitem "que qualquer pessoa consiga efetuar comunicações e chamadas".

Quanto aos seis "tablets", destinam-se aos profissionais da saúde e "vão permitir às equipas domiciliárias fazer o registo e o acompanhamento das visitas com todos os dados que considerem relevantes".

"Mas também vai servir para os próprios utentes poderem falar com as famílias, por exemplo, através do 'Skype' [aplicação que permite comunicação pela internet]", acrescentou.

A fundação doou ainda uma viatura que vai facilitar a deslocação da equipa no concelho de Vinhais.

A Unidade de Cuidados Paliativos da Terra Fria foi criada há dois anos, período durante o qual acompanhou quase 300 doentes terminais, em quase sete mil visitas domiciliárias, segundo dados indicados por Duarte Soares, médico da equipa.

As doenças oncológicas lideram as patologias, seguidas das demências e a média de idade dos utentes é superior a 77 anos.

Estas equipas garantem os cuidados para atenuar o sofrimento aos doentes e familiares.

O distrito de Bragança lidera, segundo dados oficiais, a cobertura deste tipo de resposta a nível nacional, com paliativos ao domicílio há oito anos e três unidades que cobrem sete dos 12 concelhos.

O presidente da Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste Transmontano, em Bragança, Carlos Vaz, reiterou hoje que "até final de julho, agosto" a resposta será alargada aos concelhos do sul do distrito, com a criação de mais equipas em parceria com instituições locais e as Câmaras, que são quem assume parte dos custos de funcionamento das unidades já existentes.

HFI // LIL

Lusa/fim

+ notícias: Norte

Greve parcial da EMEF pode levar a corte de linhas do metro do Porto a partir de quinta-feira

Mais de 200 mil passageiros do metro do Porto estão a ser afetados diariamente desde que se começaram a sentir os efeitos da greve dos trabalhadores da Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário (EMEF), num braço de ferro que continua sem solução à vista. O Coordenador Metropolitano dos Transportes, Marco Martins, autarca de Gondomar, admite um cenário de caos, caso três linhas sejam cortadas já a partir de quinta-feira.

Operadores turísticos do cais de Gaia "revoltados" com obras em época alta

Os operadores turísticos do Douro estão revoltados com as obras de requalificação do cais de Vila Nova de Gaia, promovidas pela Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL). Os operadores queixam-se que em plena época alta do turismo, as obras vão afetar o negócio.

Cinco pessoas detidas em flagrante delito por incêndio florestal

A Guarda Nacional Republicana (GNR) deteve entre domingo e segunda-feira cinco pessoas em flagrante delito por crime incêndio florestal, nos distritos de Bragança, Portalegre, Porto, Vila Real e Viseu, informou esta terça-feira esta força de segurança.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.