Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Nova sondagem coloca Macron à frente de Le Pen

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Paris, 21 abr (Lusa) -- Uma nova sondagem sobre as presidenciais francesas divulgada hoje coloca Emmanuel Macron (centro) à frente de Marine Le Pen (extrema-direita), com 24% e 22% respetivamente, e Jean-Luc Mélenchon (esquerda) e François Fillon (direita) empatados com 19%.

Na sondagem, realizada pelo instituto Ipsos para a rádio France Info, o candidato socialista, Benoît Hamon, perde meio ponto percentual em relação ao último estudo, reunindo 7,5% das intenções de voto.

Os restantes seis candidatos -- Philippe Poutou, Nicolas Dupont-Aignan, Nathalie Arthaud, Jean Lassalle, François Asselineau e Jacques Cheminade - obtiveram percentagens abaixo dos cinco pontos.

A sondagem destaca o elevado nível de indecisão entre os eleitores que afirmam ter a certeza de que vão votar, 31% dos quais admite que pode mudar de candidato.

Os mais seguros do seu sentido de voto são os apoiantes de Marine Le Pen, líder da Frente Nacional, 85% dos quais afirma ter a certeza de que votará nela, seguindo-se os que pretendem votar Fillon (83%), Macron (73%) ou Mélenchon (67%).

A sondagem estima que a taxa de participação eleitoral na primeira volta, que se realiza domingo, seja de 73%, a mais baixa desde 2002.

MDR // ANP

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Angola prevê encerrar nove embaixadas e 18 consulados, incluindo em Portugal e Macau

O Governo angolano está a estudar a possibilidade de encerrar nove embaixadas e 18 consulados-gerais, nomeadamente em Lisboa, Faro e Macau, além de 10 representações comerciais, incluindo em Portugal, para poupar mais de 66 milhões de dólares.

Onze pessoas morrem em acidente de autocarro na Turquia

Onze pessoas morreram e 46 ficaram feridas na Turquia, na noite de sexta-feira para sábado, quando um autocarro embateu contra árvores numa autoestrada, anunciaram fontes oficiais.

Papa elogiou solidariedade com as vítimas das inundações devido ao "El Niño"

Trujillo, Peru, 20 jan (Lusa) -- O papa Francisco elogiou hoje a onda de solidariedade registada depois das inundações na sequência do fenómeno "El Niño", que devastaram Trujillo, no Peru, no ano passado.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.