Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Wall Street sem tendência definida após G20 excluir condenação ao protecionismo

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 20 mar (Lusa) - A bolsa de Nova Iorque seguia hoje sem tendência definida no início da sessão, depois de a reunião do G20, que terminou no último fim de semana, ter excluído a tradicional condenação ao protecionismo económico da declaração final.

Pelas 14:00 (hora de Lisboa), o índice Dow Jones subia uns muito ligeiros 0,01% para 20.916,11 pontos e o tecnológico Nasdaq cedia 0,02% para 5.900,02 pontos.

Já o índice alargado S&P 500 cedia 0,13% e estava em 2.375,12 pontos.

Este sábado, a declaração final da reunião de ministros das Finanças do G20 excluiu a tradicional condenação ao protecionismo económico e o apoio ao Acordo de Paris sobre o clima.

Segundo várias fontes ouvidas pela agência de notícias francesa AFP, a nova administração dos Estados Unidos (EUA), liderada por Donald Trump, que já assumiu posições hostis face ao comércio livre e à luta contra o aquecimento global, impediu o consenso entre estes dois temas nas conversações entre os ministros e conselheiros reunidos nesta ocasião, pelo que foram temas excluídos do documento final da reunião que decorreu na Alemanha.

IM (DN) // MSF

Lusa/fim

+ notícias: Economia

Portugal é o país da zona euro que mais corta dívida pública até 2023

O FMI estima que Portugal consiga reduzir a dívida pública para perto de 105% do PIB até 2023, uma redução superior a 20 pontos percentuais e que é a mais forte da zona euro nos próximos seis anos.

Sindicato dos trabalhadores da função pública exige aumentos salariais

Os sindicatos dos trabalhadores da função pública exigem aumentos salariais. Dizem que as progressões nas carreiras não implicam um aumento real de vencimentos e destacam que os funcionários do Estado há mais de 20 anos que não vêm os salários atualizados de forma justa.

Ryanair assegura que disputa laboral não garante indemnização em voos cancelados

A transportadora aérea Ryanair garantiu esta quarta-feira que o cancelamento de voo devido a disputa laboral não prevê compensação ao abrigo da norma EU261, em resposta a uma informação da empresa AirHelp de há dois dias.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.