Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Incêndio em fábrica de papel em Santa Maria da Feira parcialmente dominado

| Norte
Porto Canal com Lusa

Santa Maria da Feira, Aveiro, 18 mar (Lusa) - O incêndio na fábrica de papel de Santa Maria da Feira foi "parcialmente dominado", informou hoje o comandante operacional, José Carlos Pinto, num balanço atualizado do combate às chamas.

Em declarações às televisões no local, o comandante dos Bombeiros Voluntários de Lourosa, José Carlos Pinto, disse, pouco depois das 00:00, que "um dos setores" do incêndio está dominado, enquanto outro "está a ceder aos meios" de combate.

Apesar de o fogo não estar ainda totalmente controlado, não existe risco de propagação das chamas a outras construções, ressalvou.

O segundo comandante disse à Lusa que a situação "está a evoluir" e que "dentro de de pouco tempo poderá estar dominado".

As chamas deflagraram na fábrica da empresa J. Nunes e Filhos Lda., na freguesia de S. Paio de Oleiros, concelho de Santa Maria da Feira, de onde partiu o alerta para os bombeiros, às 18:46.

A fábrica possuía quatro armazéns de resíduos de papel e cartão, três deles consumidos pelas chamas.

O incêndio, cujas causas são ainda desconhecidas, está a ser combatido por 141 bombeiros, de 10 corporações.

ER (AYC) // ARA

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

Câmara de Famalicão exige que Governo pague municipalização de estradas nacionais

A Câmara de Famalicão recorreu à justiça para exigir que o Estado pague o valor da contrapartida acordada pela municipalização de estradas nacionais. A autarquia pede em tribunal mais de dois milhões e meio de euros. A infraestrutturas de Portugal diz que aguarda a decisão judicial.

Funcionárias denunciam casos de assédio sexual e de falta de higiene em IPSS de Ponte de Lima

Várias funcionárias da Casa da Caridade de Ponte de Lima acusam o Presidente da Direção de assédio sexual e dizem ainda que há falta de condições no lar de idosos. Garantem que chove no interior do edifício e que há ratos e baratas nos alimentos. A queixa já chegou ao Ministério Público.

Povo indignado tranca padre em centro paroquial em Vila das Aves

O padre de Vilas das Aves, em Santo Tirso, foi retido por populares no edifício do centro paroquial, por se recusar a realizar um funeral marcado para esta sexta-feira. Tudo porque as cerimónias fúnebres coincidiam com a visita do Bispo Auxiliar de Braga à paróquia.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.