Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Edifício Transparente no Porto não tem comprador

Edifício Transparente no Porto não tem comprador
| Norte
Porto Canal (AYR)

O Edífico Transparente está à venda e foi realizada, esta quinta-feira, a hasta pública para compra mas sem qualquer proposta, avança o Jornal de Notícias (JN).

A hasta pública começou às 10h30 desta quinta-feira e após alguns minutos de espera o ato público foi considerado “deserto” uma vez que não houve qualquer licitação, informa o JN.

No anúncio de venda está presente que a base de licitação era de, no mínimo, 7,96 milhões de euros e que o comprador teria de assumir os "ónus e encargos decorrentes do contrato de exploração do edifício" contratualizado até 2024, bem como "a manutenção e conservação do viaduto pedonal”.

O Edifício Transparente foi concebido pelo arquiteto Solá-Morales e construído no âmbito da Porto 2001, ocupando uma área total de 3693 metros quadrados, na frente marítima da praia de Matosinhos, no Porto.

+ notícias: Norte

Professor de Chaves é eleito o melhor de Portugal e recebe prémio de 30 mil euros

Um professor de Chaves foi eleito o melhor de Portugal com a conquista do 'Global Teacher Prize'. Jorge Teixeira leciona Física e Química na Escola Secundária Dr. Júlio Martins, e o Porto Canal foi conhecer o Clube do Ensino Experimental de Ciências que fundou há 12 anos e onde vai aplicar o prémio de 30 mil euros.

Rui Moreira diz saber da reativação dos radares na VCI pela Comunicação Social

O presidente da Câmara Municipal do Porto, o independente Rui Moreira, disse ter sabido pela Comunicação Social de que o excesso de velocidade detetado pelos radares da Viatura de Cintura Interna (VCI) vai traduzir-se em multas nas próximas semanas.

Autarquia de Arcos de Valdevez investe 400 mil euros para promover sucesso escolar

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez lançou o projeto 'School 4 All' onde o objetivo é promover o sucesso escolar, desde o jardim de infância até ao ensino secundário. O projeto contou com um investimento de 400 mil euros e uma melhor "educação" e "mais competências" são as premissas do mesmo.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.