Info

Bragança Fernandes diz que metro até à Trofa é uma questão de "justiça"

Bragança Fernandes diz que metro até à Trofa é uma questão de "justiça"
| Norte
Porto Canal (MYR)

O presidente da Câmara da Maia (PSD), Bragança Fernandes, defendeu, na tarde desta sexta-feira que a construção da linha da Trofa deve ser elaborada no âmbito da extensão da rede do Metro do Porto, por uma questão de justiça.

Bragança Fernandes, Presidente da Câmara da Maia afirmou esta sexta-feira, que a linha do metro até à Trofa "tem de ser feita" por "justiça", citado pelo Jornal de Notícias.

Esta questão em torno da extensão da rede do Metro do Porto também foi mencionada pelo presidente da Câmara de Gondomar, Marco Martins, que é também administrador não executivoda empresa de transporte público em representação da Área Metropolitana do Porto, que questionou o Conselho Metropolitano sobre a posição que o acionista (minoritário) AMP vai tomar quando o Governo anunciar a sua decisão.

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, remeteu para o dia 07 de fevereiro o anúncio sobre quais as linhas a construir no âmbito da extensão da rede do Metro do Porto.

Bragança Fernandes teve ao seu lado o presidente da Câmara da Trofa, que defende a construção da linha no seu concelho, tendo em conta que, em fevereiro de 2002, a circulação rodoviária nas linhas da CP da Póvoa de Varzim e da Trofa foram encerradas para dar início às obras de construção do canal do metro.

+ notícias: Norte

Utentes e trabalhadores do Centro Hospitalar da Póvoa de Varzim e Vila do Conde denunciam faltas de condições

Caixotes do lixo junto com os da roupa dos utentes, quartos lotados, instalações antigas e falta de espaço. São estas as queixas que mais se ouvem dos utentes e de quem trabalha no Centro Hospitalar da Póvoa de Varzim e Vila do Conde. A situação arrasta-se há vários anos e sem solução à vista.

MP investiga eventual peculato na Ação Social da Universidade do Minho

As buscas realizadas aos Serviços Sociais da Universidade do Minho, em Braga, inserem-se num inquérito em que se investigam factos suscetíveis de integrarem, designadamente, o crime de peculato, disse hoje à Lusa fonte da Procuradoria-Geral da República.

S. Pedro da Cova exige que Governo considere retirada de resíduos “interesse nacional"

A Junta de Freguesia de São Pedro da Cova, Gondomar, exigiu hoje que o Governo considere a retirada dos resíduos perigosos depositados há quase duas décadas naquela localidade como "interesse nacional" de forma a "contornar" qualquer entrave judicial.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.