Libertação de Sócrates é "derrota" para MP, que levou uma "trepa"

Libertação de Sócrates é "derrota" para MP, que levou uma "trepa"
| País
Porto Canal

João Araújo, advogado de José Sócrates, afirmou hoje que a libertação do ex-primeiro-ministro é uma "derrota" para o Ministério Público (MP), que levou uma "trepa" e se limitou a seguir uma imposição do Tribunal da Relação de Lisboa.

"A Procuradora-geral insiste que foram eles que libertaram o engenheiro José Sócrates. Foi uma decisão imposta pelo Tribunal da Relação", disse João Araújo, que falava à saída da casa onde José Sócrates permaneceu durante 42 dias em prisão domiciliária.

O advogado criticou o Ministério Público (MP) por "esconder que levou uma trepa" e que não pode continuar com os "expedientes dilatórios".

"É uma vigarice, é uma tentativa de enganar as pessoas", declarou João Araújo, que se encontrava acompanhado pelo colega Pedro Delille.

+ notícias: País

Tribunal arbitral impõe serviços mínimos face às greves de professores

O Tribunal Arbitral já decidiu, esta sexta-feira, “por unanimidade, fixar serviços mínimos” nas escolas “face à imprevisibilidade das greves decretadas pelo Sindicato de Todos os Profissionais da Educação e consequências acumuladas para os alunos”.

TAP. Pilotos dizem que João Galamba acabou reunião de "forma inaudita"

O presidente do Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) criticou, esta sexta-feira, a reunião da estrutura com o ministro das Infraestruturas, João Galamba, referindo que o governante saiu da mesma de "forma inaudita" e que ficaram "preocupadíssimos" com o dossier.

Boaventura gabava-se de guardar dinheiro de Vieira e ter muita influência no Benfica, alega o Ministério Público

César Boaventura, o principal arguido da ‘Operação Malapata’, é há muito um rosto conhecido na justiça portuguesa. Regularmente associado ao universo benfiquista, o empresário que apregoava uma vida de luxo e influência nas mais elevadas esferas desportivas poderá, no entanto, não passar de uma personagem “pouco verídica”.