Info

Manuel Frasquilho "desagradado" com tratamento dado aos gestores públicos

| Política
Fonte: Agência Lusa

Lisboa, 11 set (Lusa) - O antigo presidente do Metro de Lisboa, Manuel Frasquilho manifestou hoje o seu "desagrado" como a forma como os gestores públicos têm sido tratados, nomeadamente no caso dos 'swap', lamentando que todos sejam apontados como "os maiores incompetentes".

"Quero deixar claro o desagrado com que vejo serem tratados os gestores públicos, são todos incompetentes, não há um que escape e efetivamente não questionamos qual o modelo de organização", disse no parlamento Manuel Frasquilho, que foi presidente do Metro de Lisboa entre 2000 e 2003.

Em resposta à deputada do Bloco de Esquerda Mariana Mortágua na comissão parlamentar de Inquérito à Celebração de Contratos de Gestão de Risco Financeiro ('swap') por Empresas do Setor Público, o antigo responsável do Metro de Lisboa considerou ainda que "os serviços de interesse geral neste país, e nomeadamente os serviços de transporte, são tratados abaixo de cão".

"Mas não há um modelo de organização que se perceba e que responsabilize sobre esta questão dos serviços de interesse geral e este processo de organização. Quem faz ou tenta fazer isso tudo, são os gestores públicos que por sua vez são apontados como os maiores incompetentes", lamentou, destacando "a responsabilidade tremenda" daqueles gestores sobre a gestão da coisa pública.

Manuel Frasquilho fez questão de sublinhar que os gestores públicos "assumem claramente" que são "responsáveis pela gestão dos dinheiros públicos", mas que não podem contudo "fazer milagres", deixando implícitas as responsabilidades que os acionistas [Estado] e os reguladores também têm ou deviam ter neste processo.

JMG // VC

Lusa/fim

+ notícias: Política

Rui Rio defende que objetivo do PSD nas eleições deve ser “afastar BE e PCP da esfera de poder”

O presidente do PSD defendeu esta segunda-feira que o objetivo do partido nas próximas legislativas deve ser “afastar BE e PCP da esfera do poder”, admitindo que pode haver razões para se manter como líder mesmo em caso de derrota eleitoral.

Marcelo diz que este "não é o momento ideal" para discutir a Lei de Bases da Saúde

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse este sábado que este "não é o momento ideal" para discutir a Lei de Bases da Saúde, considerando preferível que esta fosse discutida em "princípio de legislatura".

Paulo Rangel diz que Portugal está "francamente mal" preparado para o Brexit

O cabeça de lista do PSD às eleições europeias, Paulo Rangel, acusa o governo de "falhar" na preparação para o 'Brexit' e estar "francamente mal" quanto à proteção de cidadãos e empresas e à salvaguarda dos interesses geopolíticos.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.