Arranca em Espinho festival que traz a Portugal formadores de “Star Wars” e “Poor Things”

Arranca em Espinho festival que traz a Portugal formadores de “Star Wars” e “Poor Things”
Festival FEST
| Norte
Porto Canal / Agências

A edição comemorativa dos 20 anos do FEST – Festival Novos Realizadores, Novo Cinema arranca esta segunda-feira em Espinho com 268 filmes distribuídos por sessões competitivas e panorâmicas, e com formação por especialistas de filmes como “Star Wars” e “Pobres Criaturas”.

O certame do distrito de Aveiro e da Área Metropolitana do Porto decorre até 1 de julho e, segundo o diretor do evento, constitui em 2024 uma particular oportunidade para refletir sobre o futuro do setor, considerando que, ao longo de 20 edições apostadas em divulgar valores emergentes, o festival demonstrou que “o mundo do cinema nunca parou de mudar radicalmente”, avançando “um pouco sem rumo”.

Para as próximas duas décadas, a expectativa do diretor do FEST, Fernando Vasquez, é assim que a Sétima Arte “encontre o seu caminho, de forma a que tecnologias como a Inteligência Artificial e os hábitos das novas audiências encontrem o equilíbrio que permita ao cinema voltar a ser a forma dominante de imagem em movimento”.

Após avaliação de 4.500 candidaturas oriundas de 58 países, a componente específica de competição do 20.º FEST será disputada por 178 obras e essas refletem entre si “uma paridade quase total”, com idêntico número de filmes realizados por mulheres ou por homens, seja no domínio da ficção ou do documentário.

Para Fernando Vasquez, o cinema feito por mulheres revela-se mais interessante porque, mesmo quando as obras em causa exploram temas correntes ou revisitados, adotam “uma perspetiva diferente, mais original e mais fresca”.

Duas outras perspetivas ressaltam da competição nacional, a que concorrem 25 filmes: “Nunca vimos tanta comédia nem tão boa e há uma grande influência de jovens realizadores brasileiros que vivem em Portugal, o que já se notou no ano passado, mas ganha mais força em 2024”.

Quanto à componente de formação do FEST, o programa “Training Ground” volta a proporcionar a profissionais e estudantes do meio audiovisual mais de 40 horas de formação por experts de reputação internacional como Mark Coulier, que este ano venceu o Óscar de Melhor Maquilhagem pelo seu trabalho no filme “Pobres Criaturas”.

A essa estatueta o britânico junta duas outras pelo seu contributo para a caracterização de personagens de “Grand Budapest Hotel” e “Dama de Ferro”, sendo que no seu currículo também se incluem trabalhos de prostética e efeitos cosméticos especiais em “Elvis”, “Suspiria” e filmes das séries “Guerra das Estrelas”, “Alien” e “Harry Potter”.

Além da norte-americana Melissa Leo, que ganhou a estatueta de Melhor Atriz Secundária pelo filme “Último Round”, pelo “Training Ground” de 2024 vai ainda passar o seu conterrâneo Keneth Lonergan, realizador e argumentista de “Manchester à beira-mar”, cujo guião lhe mereceu um Óscar.

Outros formadores confirmados no festival Espinho são a atriz, realizadora e argumentista libanesa Nadine Labaki, que dirigiu e protagonizou obras como “Caramel” e “Cafarnaum”; a britânica Polly Duval, que assumiu a pós-produção de filmes como “Mr. Turner”, “Diário de um escândalo” e “Saltburn”; o editor grego Yorgos Lamprinos, que foi candidato ao Óscar pelo seu trabalho em “O pai”; o realizador Sami Arpa, doutorado em Estética Computacional e reconhecido pelo seu trabalho experimental em "The Escape" e "The Patterns”; e o ‘designer’ de produção neozelandês Andrew McAlpine, que se destacou em filmes como "Piano", de Jane Campion, e “A Praia”, de Danny Boyle.

+ notícias: Norte

Proprietário de casa que tem obra de Bordalo II em Viseu exige que Câmara pague os danos

O proprietário de uma casa que tem na sua fachada uma obra de Bordalo II exigiu esta quinta-feira à Câmara de Viseu a reparação de danos que alegou terem sido provocados pela forma como foi colocada a instalação artística.

Braga divulga programação completa para Noite Branca

Pedro Abrunhosa, Carminho e Bárbara Bandeira são alguns dos nomes do cartaz da edição 2024 da Noite Branca de Braga, que vai decorrer de 6 a 8 de setembro, com seis palcos espalhados pela cidade, anunciou o município.

Eduardo Vítor e Câmara de Gaia absolvidos pelo Tribunal de Contas

A Câmara de Gaia e o seu presidente, Eduardo Vítor Rodrigues, foram absolvidos pelo Tribunal de Contas (TdC) em vários processos relativos a contas do município entre 2016 e 2022, divulgou esta quinta-feira a autarquia.