Mata irmão a tiro e fica condenado a 14 anos de prisão em Vila Pouca de Aguiar

Mata irmão a tiro e fica condenado a 14 anos de prisão em Vila Pouca de Aguiar
Lusa
| Norte
Porto Canal/Agências

O Tribunal de Vila Real condenou esta terça-feira um homem de 49 anos a uma pena de 14 anos de prisão pelo homicídio do irmão, em Vila Pouca de Aguiar.

O caso foi julgado por um tribunal de júri que foi pedido pela defesa do arguido.

O coletivo de juízes desqualificou o crime de homicídio qualificado para homicídio simples, agravado pelo uso da arma, e aplicou ao arguido uma pena de 14 anos de prisão e uma multa de 1.500 euros por posse de arma proibida.

Durante a leitura do acórdão, a presidente do coletivo considerou a conduta do arguido como censurável, apesar da vítima ser considerada uma pessoa conflituosa.

As desavenças, devido a terrenos e a gado, entre os dois familiares eram antigas e já há cinco anos que não se falavam.

Na primeira audiência do julgamento, o arguido assumiu ter matado o irmão, um crime que aconteceu a 26 de fevereiro de 2023, e revelou arrependimento pelo crime que foi cometido no lugar da Veiga, em Eiriz, Vreia de Bornes, uma freguesia de Vila Pouca de Aguiar, no distrito de Vila Real.

+ notícias: Norte

Carros descem escadas e caem ao rio. Aconteceu tudo numa manhã em Cabeceiras de Basto

Foram dois os automóveis que acabaram em sítios “pouco habituais” em Cabeceiras de Basto, na manhã de quarta-feira, escreve a página “Soldados da Paz” na rede social Instagram. A conta de apoio aos bombeiros partilhou imagens de duas ocorrências “sem feridos a registar”.

Assalto em papelaria em Vila Nova de Famalicão

A Papelaria do Vinhal, na madrugada desta quinta- feira, foi assaltada na zona do Vinhal em Famalicão. Os suspeitos levaram raspadinhas e tabaco.

Imaginarius transforma Santa Maria da Feira com 130 horas de artes de rua até domingo

O centro histórico de Santa Maria da Feira acolhe a partir desta quinta até domingo 130 horas de iniciativas do Imaginarius – Festival Internacional de Teatro de Rua, que, equilibrando formatos tradicionais com novas tecnologias, este ano é dedicado à liberdade.