Marcelo defende que não fez apreciações ofensivas e que Montenegro "vai surpreender"

Marcelo defende que não fez apreciações ofensivas e que Montenegro "vai surpreender"
| Política
Porto Canal / Agências

O Presidente da República confirmou esta quarta-feira as afirmações que lhe foram atribuídas num jantar com jornalistas estrangeiros na terça-feira, considerou que não fez apreciações ofensivas e que o primeiro-ministro, Luís Montenegro, "vai surpreender".

Em resposta à comunicação social, no fim de uma aula-debate sobre o 25 de Abril no Quartel do Carmo, em Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa declarou que não está arrependido do que disse nesse encontro: "Não, nada".

O chefe de Estado reiterou a opinião de que Luís Montenegro tem "um estilo diferente" do anterior primeiro-ministro, António Costa.

"É um estilo que está a surpreender, vai surpreender. E por isso eu disse que há um lado imprevisível nele que tem a ver com essa imaginação, é verdade", acrescentou.

O Presidente da República rejeitou que tenha feito apreciações ofensivas e que possam prejudicar a sua relação com o Governo: "Não, não, pelo contrário, foram muito explicativas, para jornalistas estrangeiros".

"Para perceberem, por um lado, que há uma continuidade na área política onde se insere o primeiro-ministro, e para se perceber – que eles não percebiam – gestos e decisões que aparecem como inesperados, mas são imaginativos", justificou.

Instado a explicar por que associou Luís Montenegro a "características rurais", Marcelo Rebelo de Sousa respondeu que vê no atual primeiro-ministro uma ligação ao "PSD profundo, que é um PSD de base rural-urbana".

No seu entender, "o primeiro-ministro vem dessas raízes do PSD, apesar de ser muito mais novo, tem muito a ver com essas raízes".

"Aliás, falava-se de um exemplo concreto de decisões que ele tinha tomado, que é a inovação, a imaginação e o inesperado, o efeito surpresa. Estava-se a falar da lista europeia", enquadrou.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Porto Canal (@porto.canal)

+ notícias: Política

Vereador da Câmara de Matosinhos defende mais policiamento noturno no concelho

O vereador da Câmara de Matosinhos António Parada defendeu esta quarta-feira mais policiamento noturno no concelho, considerando que a Polícia Municipal "deixa de ser vista pelos matosinhenses" à noite, altura em que diz haver mais assaltos.

Montenegro compromete-se a aumentar investimento na cultura em 50%

O primeiro-ministro, Luís Montenegro, assumiu esta quarta-feira, em Aveiro, o objetivo de aumentar o investimento na cultura em 50% até ao final da atual legislatura e defendeu a aposta no bom jornalismo para combater as "fake news".

PSD: Montenegro eleito novo presidente com 73% dos votos

O social-democrata Luís Montenegro foi hoje eleito 19.º presidente do PSD com 73% dos votos, vencendo as eleições diretas a Jorge Moreira de Silva, que alcançou apenas 27%, segundo os resultados provisórios anunciados pelo partido.