Iniciativa Liberal acusa Chega de "querer enganar idosos” e Ventura diz que Rocha só conhece “privatizar e despedir”

Iniciativa Liberal acusa Chega de "querer enganar idosos” e Ventura diz que Rocha só conhece “privatizar e despedir”
Lusa
| Política
Porto Canal/Agências

O líder da IL acusou esta terça-feira o Chega de ser socialista e querer “enganar os idosos” com a “medida impossível” das pensões, tendo André Ventura classificado a Iniciativa Liberal como o “partidos dos ricos”.

O debate sobre as legislativas entre Rui Rocha e André Ventura, transmitido pela SIC Notícias, foi aceso e ficou marcado por temas como a TAP, a proposta do Chega sobre as pensões, a imigração e os possíveis acordos depois das eleições de 10 de março.

A promessa do Chega para equiparar as pensões ao valor do salário mínimo nacional foi a primeira usada pelo líder da IL para acusar André Ventura de ser socialista, já que levaria o país à bancarrota e seria “impossível de cumprir”. De acordo com Rui Rocha, tal medida custaria entre sete a nove mil milhões de euros.

“Está a querer enganar os idosos”, comparando Ventura a “uma criança que está num parque de diversões e quer andar em todos os carrosséis”.

Perante a pergunta de como pagaria esta medida, Ventura respondeu apenas que seria com aquilo que se perde com a corrupção, a economia paralela e a taxação de lucros da banca e perguntou a Rui Rocha se se sentia confortável com as pensões baixas que existem em Portugal.

“Vocês não são o partido dos portugueses, vocês são os partidos dos ricos”, atirou Ventura a Rocha.

Por mais do que uma vez, o presidente do Chega acusou a IL de só conhecer duas palavras que são “privatizar e despedir” e de estar “doidinha para se meter na cama com o PSD”.

+ notícias: Política

PSD: Montenegro eleito novo presidente com 73% dos votos

O social-democrata Luís Montenegro foi hoje eleito 19.º presidente do PSD com 73% dos votos, vencendo as eleições diretas a Jorge Moreira de Silva, que alcançou apenas 27%, segundo os resultados provisórios anunciados pelo partido.

Governo e PS reúnem-se em breve sobre medidas de crescimento económico

Lisboa, 06 mai (Lusa) - O porta-voz do PS afirmou hoje que haverá em breve uma reunião com o Governo sobre medidas para o crescimento, mas frisou desde já que os socialistas votarão contra o novo "imposto sobre os pensionistas".

Austeridade: programa de rescisões poderá conter medida inconstitucional - jurista

Redação, 06 mai (Lusa) - O especialista em direito laboral Tiago Cortes disse hoje à Lusa que a constitucionalidade da medida que prevê a proibição do trabalhador do Estado que rescinde por mútuo acordo voltar a trabalhar na função Pública poderá estar em causa.