Presidente da República apresenta condolências por morte de dois portugueses em acidente em Veneza

Presidente da República apresenta condolências por morte de dois portugueses em acidente em Veneza
| País
Porto Canal / Agências

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, apresentou esta quinta-feira “sentidas condolências” às famílias e amigos de dois portugueses que morreram na terça-feira num acidente de viação em Veneza, Itália.

“Ao tomar conhecimento da existência de dois compatriotas entre as vítimas do trágico acidente de viação em Veneza, o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa apresenta sentidas condolências às suas famílias e amigos”, revelou a Presidência da República, numa nota publicada no seu ‘site’ na Internet.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros português revelou na quarta-feira à noite que dois portugueses morreram e um ficou ferido no acidente de autocarro de terça-feira à noite na região de Veneza, no nordeste de Itália, que causou 21 mortos.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros sublinhou ainda que “lamenta o ocorrido, estando, através da Embaixada de Portugal em Roma, a acompanhar a situação”.

O prefeito de Veneza divulgou ao final da tarde de quarta-feira, de acordo com os ‘media’ italianos, a nacionalidade de todas as vítimas do acidente de autocarro: nove ucranianos, quatro romenos, três alemães, dois portugueses, um italiano [o motorista], um croata, e um sul-africano.

As autoridades de Veneza pediram ao Governo italiano que decretasse três dias de luto na região pela morte das 21 pessoas num autocarro que caiu de um viaduto.

Além de 21 mortos, o acidente provocou pelo menos 15 feridos.

Os passageiros do autocarro eram maioritariamente turistas estrangeiros jovens que regressavam a Veneza de um parque de campismo próximo.

O veículo era um autocarro elétrico que se incendiou depois de cair de uma altura de cerca de 15 metros, ao derrubar a proteção do viaduto.

+ notícias: País

Seis pessoas detidas pela PJ por arrecadarem mais de meio milhão de euros em esquema que envolvia cartões bancários

A PJ deteve seis pessoas que arrecadaram mais de 500 mil euros em esquema que utilizava cartões bancários em estabelecimentos comerciais e hotéis. A detenção provém da operação Mo & Ch@ndon, que aconteceu nas regiões de Lisboa, Braga e Coimbra.

Mais de 80% dos jovens diplomados têm emprego 3 anos após concluírem estudos

Cerca de 82% dos diplomados entre os 20 e 34 anos têm emprego três anos após concluírem o ensino secundário ou superior, segundo um relatório divulgado esta terça-feira que confirma as vantagens salariais associadas à maior formação académica.

Registados problemas em cartões da rede móvel da MEO

Alguns cartões de clientes da rede móvel da MEO estão a registar na manhã desta terça-feira alguns constrangimentos, disse à agência Lusa fonte da operadora de comunicações de voz do grupo Altice, sem adiantar mais pormenores.