JMJ. Governo apela ao respeito pelos direitos humanos da comunidade LGBTI+

JMJ. Governo apela ao respeito pelos direitos humanos da comunidade LGBTI+
| Política
Porto Canal/Agências

A secretária de Estado da Igualdade apelou esta sexta-feira ao respeito pelos direitos humanos das pessoas LGBTI+ e ao princípio constitucional da igualdade, depois dos desacatos numa paróquia de Lisboa, onde decorria uma eucaristia direcionada a esta comunidade.

A PSP registou na quinta-feira “uma desordem na Igreja Paroquial da Encarnação da Ameixoeira”, onde o “pároco local informou que um grupo de indivíduos estava a importunar a celebração de uma cerimónia religiosa para a comunidade LGBTQIA+” no âmbito da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que decorre em Lisboa até domingo.

“Confirmou-se a presença de 12 indivíduos, que se mantiveram calmos e ordeiros perante a presença policial. Foi elaborado o respetivo expediente”, indicou o Sistema de Segurança Interna (SSI).

Em nota divulgada esta sexta-feira pelo seu gabinete, a secretária de Estado da Igualdade e Migrações, Isabel Almeida Rodrigues, “apela à consciencialização social e sublinha ser imprescindível nesta fase garantir que todas as pessoas possam viver em segurança e liberdade”.

“Tendo em conta que, infelizmente, não se tratou de um episódio único nesta Jornada Mundial da Juventude - que convoca todas as pessoas para um desígnio comum no combate ao discurso de ódio e à violência contra todas as pessoas -, torna-se importante recordar que as pessoas LGBTI+ são dos grupos de pessoas mais estigmatizadas e alvo de episódios de violência com base na orientação sexual, identidade e expressão de género e características sexuais, tal como dá conta, designadamente, a agenda mediática”, lê-se na nota.

Mais de um milhão de pessoas são esperadas em Lisboa até domingo para a JMJ, considerado o maior acontecimento da Igreja Católica, e que conta com a presença do Papa Francisco.

As principais iniciativas da jornada decorrem no Parque Eduardo VII, na zona de Belém e no Parque Tejo, um recinto com cerca de 100 hectares a norte do Parque das Nações e em terrenos dos concelhos de Lisboa e Loures.

+ notícias: Política

Após polémica, adjunta do ministro das Finanças recua e decide não assumir funções

Patrícia Dantas recua e não vai assumir funções de adjunta do ministro das Finanças, de acordo com nota enviada pelo gabinete do Ministro das Finanças.

PSD: Montenegro eleito novo presidente com 73% dos votos

O social-democrata Luís Montenegro foi hoje eleito 19.º presidente do PSD com 73% dos votos, vencendo as eleições diretas a Jorge Moreira de Silva, que alcançou apenas 27%, segundo os resultados provisórios anunciados pelo partido.

Governo e PS reúnem-se em breve sobre medidas de crescimento económico

Lisboa, 06 mai (Lusa) - O porta-voz do PS afirmou hoje que haverá em breve uma reunião com o Governo sobre medidas para o crescimento, mas frisou desde já que os socialistas votarão contra o novo "imposto sobre os pensionistas".