Ministro do Ambiente afasta diretor que pediu donativos aos funcionários para comprar viatura

Ministro do Ambiente afasta diretor que pediu donativos aos funcionários para comprar viatura
| Política
Porto Canal

Odiretor-geral João Bernardo, foi afastado da Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG), menos de um mês após ter apelado aos funcionários para que contribuíssem num 'crowdfunding' para comprar um automóvel para a frota. 

O responsável justificou que o peditório interno não passou de “ironia” para sublinhar as dificuldades da organização, onde os atrasos num concurso para renovar a frota existente têm levado a entidade a recorrer aos carros dos funcionários para executar as tarefas de fiscalização e licenciamento.

O cenário relatado por João Bernardo, num email de 30 de junho, retrata as dificuldades sentidas: veículos com 30 anos, todos avariados; concursos que não saem do papel há quatro anos; O dirigente havia manifestado a sua insatisfação com a necessidade de aquisição de 15 viaturas novas para a frota da DGEG,juntamente com a contratação de 120 pessoas nos seus quadros. 

Entre os serviços externos, a DGEG realiza ações de “fiscalização, ligação de instalações de eletricidade e combustíveis, acompanhamento de projetos de execução, acompanhamento e vistoria de projetos financiados, pedidos de licenciamento, avaliação da conformidade de projetos, questões de segurança e qualidade, denúncias, para além da participação dos funcionários da DGEG em um sem número de outras atividades que vão das simples reuniões, participações em eventos, ações de formação e sensibilização, deslocações entre os vários polos da DGEG”, de acordo com o mesmo email.

A insólita iniciativa terá gerado desagradado no seio do Ministério do Ambiente. Na altura, Duarte Cordeiro realçou o seu incómodo, dizendo que "não é assim que se resolvem os constrangimentos dos serviços da Administração Pública" e que "os problemas terão de ser resolvidos com a contratação dos meios adequados". 

O ministro do Ambiente nomeou, entretanto, "Jerónimo Cunha para o cargo, em regime de comissão de serviço". Jerónimo Cunha desempenha atualmente funções de diretor de energia e recursos na EY Portugal. 

+ notícias: Política

PSD: Montenegro eleito novo presidente com 73% dos votos

O social-democrata Luís Montenegro foi hoje eleito 19.º presidente do PSD com 73% dos votos, vencendo as eleições diretas a Jorge Moreira de Silva, que alcançou apenas 27%, segundo os resultados provisórios anunciados pelo partido.

Governo e PS reúnem-se em breve sobre medidas de crescimento económico

Lisboa, 06 mai (Lusa) - O porta-voz do PS afirmou hoje que haverá em breve uma reunião com o Governo sobre medidas para o crescimento, mas frisou desde já que os socialistas votarão contra o novo "imposto sobre os pensionistas".

Austeridade: programa de rescisões poderá conter medida inconstitucional - jurista

Redação, 06 mai (Lusa) - O especialista em direito laboral Tiago Cortes disse hoje à Lusa que a constitucionalidade da medida que prevê a proibição do trabalhador do Estado que rescinde por mútuo acordo voltar a trabalhar na função Pública poderá estar em causa.