Mulher de 86 anos encontrada morta em tanque de regadio em Ponte de Lima

Mulher de 86 anos encontrada morta em tanque de regadio em Ponte de Lima
| Norte
Porto Canal/Agências

Uma mulher de 86 anos foi esta quarta-feira encontrada morta pelo filho num tanque de regadio de campos agrícolas situado num terreno próximo da habitação da vítima, em Ponte de Lima, disse o comandante dos Bombeiros locais.

Contactado pela agência Lusa, Carlos Lima, adiantou que “o filho encontrou o corpo da mãe a boiar no tanque, já sem sinais de vida, e acionou os meios de socorro”.

O homem “iniciou manobras de reanimação”, mas à chegada da Viatura de Emergência Médica (VMER), estacionada no hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo, “foi declarado o óbito”.

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Ponte de Lima adiantou que o Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da GNR está a investigar as circunstâncias da morte, desconhecendo-se “quanto tempo o corpo permaneceu na água”.

O alerta foi dado às 17h22. O corpo vai ser encaminhado para o Instituto de Medina Legal (IML), de Viana do Castelo, para a realização da autópsia.

O incidente ocorreu na freguesia de Fornelos e Queijada, no concelho de Ponte de Lima, distrito de Viana do Castelo.

+ notícias: Norte

Escolhem o Porto para trabalhar. Há quatro mil nómadas digitais na Invicta

Um computador portátil e bom acesso à internet bastam para que os nómadas digitais se instalem em qualquer parte do mundo. Contudo, a boa reputação da cidade a nível internacional, o bom tempo e o custo de vida acessível têm servido de chamariz para várias pessoas que trabalham remotamente.

“Ligação Braga-Guimarães caminha a passos largos para ser o aeroporto de Lisboa do Norte”, afirma Ricardo Rio

O Presidente da Câmara de Braga foi, esta quinta-feira, convidado da Manhã Informativa do Porto Canal.

Siaco declarada insolvente. Trabalhadores passam a ter direito a fundo de desemprego

A fábrica Siaco, produtora de calçado, em São João da Madeira, que fechou portas esta segunda-feira e deixou mais de uma centena de trabalhadores sem emprego, já foi declarada insolvente pelo Tribunal de Oliveira de Azeméis.