Café Majestic. Um dos mais emblemáticos cafés portugueses celebra 100 anos de memórias

| Porto
Mafalda Miranda

O Café Majestic encontra-se situado na Rua de Santa Catarina, no número 112, em plena cidade do Porto. A dois de dezembro de 1922 abriu portas pela primeira vez e esta sexta-feira celebra 100 anos de história. Nos anos 80 foi classificado como Imóvel de Interesse Público e era frequentado por intelectuais e gente ilustre da cidade do Porto.

As suas origens remontam a 17 de dezembro de 1921 quando foi constituída, por um conjunto de comerciantes do Porto, a Sociedade por Quotas Café Elite Limitada que, nesse mesmo dia, assinou um contrato de aluguer do rés-do-chão do prédio na Rua de Santa Catarina nºs 110 ao 116 “destinado à montagem de um café, cervejaria”.

Contudo, só a dois de dezembro de 1922, é que se deu a inauguração ao público. Mantendo desde a abertura o seu nome, Majestic Café, a quatro de dezembro de 1924, a Sociedade Café Elite Lda sua proprietária é substituída pela sociedade Majestic Café Lda.

                                                        Porto Canal

Site oficial Café Majestic

Em abril de 2011, o Majestic foi distinguido pelo site Ucityguides como o 6º café mais bonito do mundo, considerando-o “o mais espantoso de todos os cafés do país e um dos mais atrativos do mundo”. Segundo o site, “desde a fachada ao interior, o Café Majestic continua um bonito local para eventos culturais, fazendo dele mais do que uma atração turísitica”, justificando o seu nome com “uma maravilhosa atmosfera da Belle Epoque”.

Ao longo do século XX teve sempre uma elite mais intelectual a frequentar o espaço. José Régio, Gago Coutinho, Beatriz Costa, Sacadura Cabral, são alguns dos nomes que passaram pelo emblemático Majestic.

Passou por uma fase mais frágil no período da pandemia, mas atualmente é um espaço que todos os turistas da cidade do Porto querem visitar criando filas meia hora antes da abertura.

 

+ notícias: Porto

Porto. Incêndio consome prédio e provoca 13 desalojados

Uma pessoa sofreu ferimentos ligeiros e 13 ficaram desalojadas na sequência de um incêndio na madrugada desta quinta-feira num prédio de três pisos na Rua de São Sebastião, no Porto, disse à Lusa fonte da proteção civil.

Antestreia de documentário sobre Vera Mantero e o seu questionamento na dança em Serralves

A realizadora Cristina Ferreira Gomes acompanhou o processo criativo da coreógrafa Vera Mantero, feito de “pesquisa constante e questionamento incessante”, e o resultado é um documentário que terá antestreia na sexta-feira, em Serralves, no Porto.

Porto. Fonte dos Leões renasce depois de intervenção profunda

A Fonte dos Leões, no Porto, renasceu depois de uma profunda intervenção. Segundo comunicado da Câmara Municipal do Porto, a “emblemática fonte portuense” dispões “de novos sistemas ao nível hídrico e energético que promovem a sustentabilidade, reduzem perdas de água e apostam em iluminação de baixo consumo”.