Viana do Castelo aprova redução do IMI para 2023

Viana do Castelo aprova redução do IMI para 2023
| Norte
Porto Canal

O executivo municipal aprovou esta quarta-feira, em reunião ordinária, a redução do IMI (Imposto Municipal sobre Imóveis) para 0.35% para prédios urbanos no próximo ano, mantendo-se a taxa de prédios rústicos nos 0,8%.

“Estando o executivo atento às dificuldades económicas e financeiras que as famílias enfrentam devido, sobretudo, às altas taxas de juro e de inflação registadas, propõe a redução da taxa do IMI para o próximo ano”, lê-se na proposta apresentada pelo Presidente da Câmara Municipal, Luís Nobre.

De lembrar que, desde o ano de 2012, em plena crise económica, a autarquia tem abdicado do valor máximo do imposto, descendo na altura para 0.38%, em 2020 para 0.36% e agora para 0.35%.

Na mesma redação, e para apoiar as famílias numerosas, a redução do valor do IMI tem uma dedução fixa de 70 euros para famílias com três ou mais dependentes.

É ainda definida a majoração em 30% a taxa aplicável a prédios urbanos degradados para incentivar a reabilitação urbana dos mesmos.

Relativamente à Derrama, foi aprovado pelo executivo o lançamento de uma derrama correspondente a 1,5% sobre o lucro tributável do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas (IRC), relativo ao ano de 2022, mantendo-se o valor de anos transatos.

O Município, enquanto governo local atento às dificuldades que as pequenas empresas enfrentam, propõe ainda a isenção de derrama para os sujeitos passivos com um volume de negócios, no ano anterior, inferior a 150 mil euros.

+ notícias: Norte

Crescimento da procura no metro do Porto potenciada pela linha amarela

Em 2022, o metro do Porto ultrapassou as 65 milhões de validações. O ano passado foi o segundo melhor de sempre em termos de procura, uma vez que foram registadas menos 8,9% das validações, face ao melhor ano (2019).

Presidente da Câmara de Vila Real critica a distribuição dos fundos comunitários

A ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, confirmou na passada quarta-feira que as propostas de criação de duas novas NUT II já foram aprovadas por Bruxelas. Rui Santos, em declarações ao Porto Canal, criticou a criação das NUTs, que segundo o autarca falharam ao não olhar para o país em geral.

Câmara de Aveiro vai contratar mais funcionários para as escolas

A Câmara Municipal de Aveiro decidiu esta quinta-feira contratar mais funcionários para as escolas, face à avaliação das necessidades feita junto dos agrupamentos.