União Europeia apela ao respeito pelos resultados das eleições no Brasil

| Mundo
Porto Canal / Agências

São Paulo, Brasil 01 jul 2022 (Lusa) - O embaixador da União Europeia (UE) no Brasil, Ignacio Ybáñez, apelou hoje para que todos os participantes respeitassem os resultados das eleições de outubro do país, bem como as instituições responsáveis pela organização das eleições.

"Para nós é muito importante que as instituições democráticas sejam respeitadas" e que "o resultado seja respeitado", declarou Ybáñez numa entrevista à agência noticiosa espanhola Efe.

O Brasil vai a votos a 02 de outubro para eleger um presidente, governadores e para renovar os órgãos legislativos.

O embaixador disse ver uma "muito grande polarização" na corrida presidencial, para a qual o primeiro favorito é o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, seguido à distância pelo atual Presidente, Jair Bolsonaro.

"Nós, como observadores, queremos que as eleições se realizem na melhor atmosfera possível, que haja, logicamente, respeito pelas instituições, especialmente as instituições eleitorais", disse.

Nos últimos meses, Bolsonaro lançou dúvidas sobre a legitimidade do sistema de votação eletrónica que o Brasil tem vindo a utilizar desde 1996 e lançou duras críticas contra a forma como funciona o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que supervisiona as eleições no país.

"O Brasil é um parceiro estratégico da UE e, portanto, o que acontecer nas eleições será muito importante na nossa relação", disse Ybáñez.

O embaixador participou hoje na 19.ª Conferência Internacional de Segurança no Forte de Copacabana, que nos últimos dois dias reuniu especialistas europeus e americanos no Rio de Janeiro sobre o tema "Ameaças sem fronteiras: somos capazes de enfrentar os desafios?.

MIM // RBF

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Julho foi dos meses mais quentes jamais registados no mundo

O mês passado foi um dos julhos mais quentes jamais registados no mundo, indicou, esta terça-feira, a Organização Meteorológica Mundial (OMM), uma agência especializada da Organização das Nações Unidas (ONU) com sede em Genebra.

China detecta 35 casos humanos de um novo vírus de origem animal

Um estudo científico revelou a deteção em duas províncias da China de 35 infeções em seres humanos de um novo vírus de origem animal, da família dos Henipavírus, informou esta terça-feira a imprensa estatal do país asiático.

Fornecimento de petróleo russo via Ucrânia foi interrompido

As entregas de petróleo russo a três países europeus através da Ucrânia foram interrompidas após a recusa de uma transação bancária ligada às sanções contra Moscovo, anunciou hoje a empresa russa responsável pelo transporte.