Depois da insolvência como estará agora recuperar a empresa têxtil Coelima?

| Norte
Porto Canal

Em 2021 a empresa têxtil Coelima, de Guimarães, pediu à insolvência e acabou por ser comprada em junho, pela Mabera. Um ano depois de toda esta situação, o Porto Canal foi perceber como está a recuperar esta fábrica histórica de têxteis-lar, a comemorar 100 anos.

Ao que apurou o Porto Canal no local, a empresa tem agora uma taxa de cumprimento de prazos de entrega de encomendas de quase 100%, mas ainda com um longo trabalho de recuperação pela frente, admitiu o Diretor Geral da empresa.

Para além deste longo trabalho de recuperação meteu-se pelo caminho os impactos da guerra na Ucrânia que a média e longo prazo se fazem sentir.

Ao que o Porto Canal sabe, a empresa está agora a apostar em vestuário de dormir e produtos sustentáveis, visto que a ideia é diversificar a oferta e conseguir novos clientes.

+ notícias: Norte

Populares e ativistas marcaram presença num protesto contra a exploração de lítio na mina do Barroso

Na manhã desta terça-feira, dezenas de populares e ativistas marcaram presença numa manifestação contra a exploração de lítio na mina do Barroso. A arruada simbólica serviu de alerta para os impactos ambientais e para a escassez de água de que a região enfrenta e que a extração mineira pode agravar.

Trabalhadores da maior produtora de cogumelos frescos em greve por melhores salários e condições de trabalho

Os trabalhadores das unidades de produção da maior produtora de cogumelos frescos do país estiveram em greve ao longo desta terça-feira. Ao que apurou o Porto Canal, os trabalhadores exigem um aumento dos salários, do subsídio de alimentação e ainda melhores condições de trabalho.

Uso "desenfreado" de trotinetes aumentou "medo de usar o espaço público" em invisuais

O uso "desenfreado e sem civismo" de trotinetes aumentou o medo de usar o espaço público nas pessoas invisuais, agudizando o sentimento de isolamento de quem não vê, denunciou esta terça-feira a Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal.