Europa financia com 3,2 milhões de euros investigação em Portugal

| País
Porto Canal com Lusa

Redação, 17 mar 2022 (Lusa) - O Conselho Europeu de Investigação vai financiar com 3,2 milhões de euros estudos feitos em Portugal sobre o impacto da poluição marinha no desenvolvimento económico e os aceleradores de partículas do Universo, foi hoje anunciado.

Alex Armand, investigador da Universidade Nova de Lisboa, lidera a equipa do projeto que vai obter uma bolsa de 1,4 milhões de euros para avaliar, durante cinco anos, o efeito da contaminação das águas costeiras no desenvolvimento económico dos países mais pobres, recorrendo a dados de satélite e a inquéritos a famílias, indicou a instituição em comunicado.

O investigador Frederico Fiúza, que regressa ao Instituto Superior Técnico, onde se formou, coordena o grupo contemplado com uma bolsa de 1,8 milhões de euros para estudar os aceleradores de partículas do Universo, usando simulações computacionais, técnicas de aprendizagem automática e experiências em laboratório, segundo uma nota da instituição.

Ambos os estudos fazem parte do pacote de oito projetos de investigação de cientistas a trabalharem em Portugal que vão beneficiar de bolsas do Conselho Europeu de Investigação no valor total de 15 milhões de euros, de acordo com uma nota hoje divulgada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e do Ensino Superior.

O Conselho Europeu de Investigação é um organismo da União Europeia que financia a investigação científica, nomeadamente através de bolsas.

ER (MYCA) // ZO

Lusa/Fim

+ notícias: País

Marcelo Rebelo de Sousa confirma que não se vai encontrar com Bolsonaro

Marcelo Rebelo de Sousa confirmou, este domingo, que não se vai encontrar na segunda-feira com o homólogo brasileiro, Jair Bolsonaro, como chegou a estar inicialmente previsto.

Hospitais de Braga e Aveiro voltam a encerrar Urgências de Obstetrícia 

As urgências de obstetrícia nos hospitais de Braga e Aveiro vão estar encerradas no domingo - Braga todo o dia e Aveiro só a partir do final do dia. O encerramento acontece devido à falta de médicos, sendo que no mês de julho, um total de 13 turnos não terão a urgência assegurada. 

"Nunca mais voo na TAP!" - As imagens do caos no Aeroporto de Lisboa

Turistas desesperam perante o caos no aeroporto de Lisboa. As imagens são de confusão e palavras de ordem contra a companhia aérea nacional, que é protagonista da maioria dos cancelamentos.