Info

Marionet apresenta em Coimbra espetáculo adiado por duas vezes devido à pandemia

| País
Porto Canal com Lusa

Coimbra, 13 abr 2021 (Lusa) - A companhia de Coimbra Marionet apresenta a 22 e 23 de abril, no Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV), "LED - Viagem ao interior num 'smartphone', um espetáculo cuja estreia já foi adiada por duas vezes devido aos confinamentos.

"Inicialmente previsto para junho de 2020, o ano de celebração dos 20 anos da Marionet, foi adiado para janeiro deste ano, devido ao primeiro confinamento decretado pelo Governo de Portugal. A poucos dias da sua estreia, foi, novamente, adiado. Desta vez, pelo segundo confinamento", afirma a Marionet, em nota de imprensa enviada à agência Lusa.

A companhia assegura que, "à terceira, será de vez".

O espetáculo, encenado por Mário Montenegro, é uma remontagem da peça "LED - Viagem ao interior num computador", estreada em 2006, também no TAGV.

A peça foi escolhida para as celebrações dos 20 anos da companhia, "porque marca um momento charneira na estética teatral da Marionet e na sua relação com temas científicos", explica.

Segundo a nota de imprensa, o espetáculo oferece "uma mudança de perspetiva", pondo o público a "olhar para o ser humano a partir do interior de uma máquina".

Ao mesmo tempo, a peça revisita questões: "Quem somos? Para que existimos? Como existimos?".

Os bilhetes para o espetáculo, com uma duração de 60 minutos, custam entre sete e cinco euros.

Também no TAGV, vai ser reaberta, a 19 de abril, a exposição "Marionet x 20 - O futuro é daqui para a frente", que estará patente até 14 de maio.

A exposição é uma seleção de imagens e objetos que procuram mostrar "um pouco do percurso" que tem sido construído pela companhia.

JGA // MAG

Lusa/Fim

+ notícias: País

Ajuntamento de adeptos do Sporting: António Ferreira pede demissão da Diretora Geral da DGS e Ministros da Saúde e Administração Interna

Ajuntamento de adeptos do Sporting: António Ferreira pede demissão da Diretora Geral da DGS e Ministros da Saúde e Administração Interna

Incêndio obriga a retirar 500 pessoas do edifício da Segurança Social de Viseu

Cinco centenas de pessoas foram hoje à tarde retiradas do edifício da Segurança Social de Viseu devido a um incêndio, que não provocou vítimas, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro.

Uma morte, 268 novos casos de Covid-19 e redução de internamentos nas últimas 24 horas

Portugal registou hoje uma morte atribuída à covid-19, 268 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, e nova redução nos internamentos em enfermaria e em cuidados intensivos, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Zoom Zoom Z o o m