Info

Covid-19: Associação de Ensino Privado pede fim do cancelamento de estágios clínicos

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 27 jan 2021 (Lusa) -- A Associação Portuguesa do Ensino Superior Privado (APESP) pediu hoje que os estágios clínicos não sejam cancelados e que todos os alunos sejam vacinados em igualdade com todos os profissionais de saúde das unidades onde estagiam.

Em declarações à agência Lusa, José Manuel Silva, membro da direção da APESP, adiantou que à semelhança do que se passou em março do ano passado devido à pandemia de covid-19, foram cancelados os estágios dos cursos de saúde e técnicos de saúde.

"É um 'remake' do que se passou no ano passado. Este procedimento é inadmissível e coloca em causa a formação de todos os profissionais de saúde atualmente em formação. A APESP entende que os alunos são um recurso para os serviços de saúde e não um encargo e numa época em que todos os recursos na saúde são escassos, não me parece uma boa solução não aproveitar estes estudantes", salientou.

Por isso, a APESP defende que os estágios não devem ser interrompidos e devem ser continuados de forma a assegurar a melhor formação possível dos futuros diplomados.

"É evidente que os hospitais têm de afetar alguns recursos no acompanhamento destes estudantes, mas o que eles podem fazer é bem superior ao encargo que possam ter com eles. Por outro lado, bloqueia-se a formação de milhares de estudantes, muitos a terminarem os cursos, que atualmente estão em formação e muito proximamente estariam disponíveis para integrarem as equipas clínicas", defendeu.

José Manuel Silva disse também que a APESP quer que todos os estagiários sejam vacinados em igualdade com todos os profissionais de saúde nas unidades onde estagiam.

"Reivindicamos que sejam tratados em igualdade com os outros profissionais de saúde. Estes alunos vão ser os próximos profissionais de saúde", concluiu.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.149.818 mortos resultantes de mais de 100 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço da Universidade Johns Hopkins, dos EUA.

Em Portugal, morreram 11.012 pessoas dos 653.878 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

DD // SB

Lusa/Fim

+ notícias: País

Uma morte e 230 novos casos de infeção em Portugal nas últimas 24h

Portugal regista hoje uma morte atribuída à covid-19, o valor mais baixo desde maio, assim como 230 novos casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, segundo dados da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Mais de dois milhões de vacinas contra a gripe começam hoje a ser administradas a grupos de risco

A vacinação contra a gripe arranca hoje em Portugal, mais cedo do que o habitual devido à pandemia de covid-19, havendo 2,24 milhões de vacinas para serem distribuídas gratuitamente a grupos de risco pelo Serviço Nacional de Saúde

Dois mortos e 599 novos casos de infeção em Portugal nas últimas 24 horas

Portugal regista hoje duas mortes atribuídas à covid-19, assim como 599 novos casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 e mais sete pessoas internadas, sem nenhum novo caso nos cuidados intensivos, segundo dados da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.