Material feito com óleo de cozinha e enxofre absorve mercúrio que polui água e solos

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 28 ago (Lusa) - Uma equipa de investigadores coliderada pelo português Gonçalo Bernardes criou um material esponjoso, a partir de óleo de cozinha e enxofre, capaz de absorver mercúrio, um metal tóxico que se encontra na água, no ar e no solo.

Gonçalo Bernardes, do Instituto de Medicina Molecular, em Lisboa, e cientistas da Universidade de Flinders, na Austrália, obtiveram este material poroso, misturando óleo para fritar alimentos com enxofre, um subproduto da indústria petrolífera, numa solução a 180ºC.

Ao fim de 20 minutos, e após a adição de sal a equipa conseguiu ter um material esponjoso, feito com poluentes, capaz de capturar mercúrio, um outro poluente, existente na água, no solo e na atmosfera.

Gonçalo Bernardes, investigador do laboratório de Biologia Química e Biotecnologia Farmacêutica do Instituto de Medicina Molecular, disse à Lusa que se trata de um material fácil e barato de produzir e "supereficiente para remover mercúrio", bastando "o contacto com superfícies que estejam altamente poluídas".

O cientista assinalou que, apesar de estar em contacto com o mercúrio, o novo material "não é tóxico".

Em novembro, o material poroso de polissulfureto vai começar a ser testado na Indonésia, onde os agricultores fazem a queima de mercúrio durante a recolha de amálgamas de ouro.

Gonçalo Bernardes lembrou, a este propósito, que cerca de 15 por cento do ouro mundial é recolhido, de forma artesanal, por agricultores do Sudeste Asiático e da América do Sul, que levam as amálgamas para casa e as colocam numa panela com água a ferver para que o mercúrio se liberte no vapor.

"E a família, em casa, está a inalar mercúrio, que é altamente tóxico", relatou, acrescentando que "há muita demência" nestas regiões por ação deste poluente, também presente em pesticidas usados nas plantações de cana-do-açúcar do Brasil, da Índia e da Austrália e em oleodutos instalados no fundo do mar.

Os resultados do trabalho desenvolvido pelos investigadores portugueses e australianos foram publicados na revista da especialidade Chemistry.

ER // JMR

Lusa/Fim

+ notícias: País

Marcelo Rebelo de Sousa confirma que não se vai encontrar com Bolsonaro

Marcelo Rebelo de Sousa confirmou, este domingo, que não se vai encontrar na segunda-feira com o homólogo brasileiro, Jair Bolsonaro, como chegou a estar inicialmente previsto.

Hospitais de Braga e Aveiro voltam a encerrar Urgências de Obstetrícia 

As urgências de obstetrícia nos hospitais de Braga e Aveiro vão estar encerradas no domingo - Braga todo o dia e Aveiro só a partir do final do dia. O encerramento acontece devido à falta de médicos, sendo que no mês de julho, um total de 13 turnos não terão a urgência assegurada. 

"Nunca mais voo na TAP!" - As imagens do caos no Aeroporto de Lisboa

Turistas desesperam perante o caos no aeroporto de Lisboa. As imagens são de confusão e palavras de ordem contra a companhia aérea nacional, que é protagonista da maioria dos cancelamentos.