Loja de Emprego de Matosinhos integra 1.200 no mercado de trabalho em 10 anos

Loja de Emprego de Matosinhos integra 1.200 no mercado de trabalho em 10 anos
| Norte
Porto Canal com Lusa

A Loja de Emprego de Matosinhos integrou mais de 1.200 pessoas no mercado de trabalho, cerca de metade do número total de desempregados que foi acompanhando e formando ao longo dos últimos 10 anos, divulgou hoje a autarquia.

“Uma das tónicas mais importantes da Loja do Emprego é a vertente da formação [adequada] quer à procura, quer à oferta. Procuramos fazer esse equilíbrio e ir respondendo ao que o mercado precisa, dotando as pessoas dessas competências”, explicou à Lusa Lurdes Queirós, presidente da direção da Associação para o Desenvolvimento Integrado de Matosinhos (ADEIMA) que, em conjunto com a autarquia, gere a Loja de Emprego de Matosinhos.

A Loja do Emprego, explicou a responsável, foi criada há 10 anos como uma resposta “direcionada para os desempregados”, tendo já acompanhado de forma regular e sistemática 2.530 pessoas e apoiado na construção de 1.451 currículos.

Enquanto serviço de apoio e orientação para a procura de emprego, direcionado a pessoas em situação de desemprego ou em processo de reconversão profissional, a loja implementou 219 ações de formação, certificou 1.257 pessoas e alcançou 1.206 integrações no mercado de trabalho, ou seja, quase 50% dos acompanhados.

“Temos apostado muito na formação. Muitas vezes não temos forma de dar emprego a todos, mas temos uma forma de lhes aumentar as competências e criar ferramentas para, quando houver uma oportunidade, a poderem agarrar”, referiu a também vereadora da ação social da Câmara de Matosinhos.

Para os próximos anos, Lurdes Queirós destacou a necessidade de “continuar a apostar” na vertente da formação das pessoas desempregadas, adequando-a às “necessidades que surgem” e “criando respostas”.

Segundo dados do IEFP, disponibilizados pela autarquia, em dezembro de 2016 o concelho de Matosinhos contava com 9.379 desempregados, número que representa uma diminuição de 1,1% face ao mês anterior e “o valor mais baixo registado desde agosto de 2011”.

Também no mês de dezembro, a maior percentagem de desempregados (45,8%) estava no grupo etário entre os 35 e os 54 anos de idade, sendo que o sexo feminino representava uma proporção superior (50,1%) no total de desempregados de Matosinhos.

De acordo com os números de dezembro do ano passado, o desemprego jovem (inferior a 25 anos) correspondia a 8,1% do total de desempregados, tendo diminuído 1,1% comparativamente com o mês anterior.

Comparando com os concelhos vizinhos, o concelho de Matosinhos registava em dezembro de 2016 a segunda percentagem mais baixa de desemprego jovem, apenas ultrapassado pelo Porto com 7,9%.

+ notícias: Norte

Viaturas de adeptos croatas vandalizadas na Trofa. Veja as imagens

Pelo menos sete viaturas com matrícula da Croácia e outras nacionalidades, como Bósnia, foram vandalizadas esta tarde, junto da Estação Ferroviária da Trofa. As viaturas pertencem a adeptos do Hajduk Split, clube que esta tarde defrontou o Vitória, em Guimarães.

Entre os danos, contam-se vários vidros partidos e pneus furados.

Jornalistas agredidos por adeptos do Hajduk Split em Guimarães

Jornalistas e repórteres de imagem foram agredidos esta noite, cerca das 20:05, durante a saída dos adeptos do Hajduk Split do Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

Através das imagens da Sporttv, que se encontrava em direto, é possível ver alguns jornalistas e repórteres de imagem a serem alvo de pontapés e outras agressões por parte da claque croata.

Utentes da CERCI Braga em risco de ficarem sem apoio 

A CERCI de Braga pode ter de fechar as duas residências para pessoas com deficiência intelectual viverem de forma mais autónoma. Em causa está a falta de acordo de cooperação com a Segurança Social.