Matosinhos acolhe "Centro Gis" de resposta às necessidades da população LGBT

| Norte
Porto Canal com Lusa

O "Centro Gis", em memória de Gisberta, a transexual assassinada no Porto em 2006, nasce hoje em Matosinhos fruto de um compromisso com o Estado e pretende ser uma resposta às necessidades da população LGBT do distrito.

Actualizado 23-11-2016 12:50

"Não há nenhum serviço que responda às necessidades destas populações", explicou à Lusa Sofia Neves, presidente da Associação Plano i (APi) para a Igualdade e Inclusão que hoje vai assinar uma carta de compromisso com a Secretaria de Estado para a Cidadania e Igualdade e a autarquia de Matosinhos com vista à constituição do centro.

O espaço surge da "ausência de resposta na zona do grande Porto" para as necessidades da população LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Trans), nomeadamente ao nível social, psicológico e jurídico, assinalou a responsável.

O Centro Gis -- "em memória à mulher transexual Gisberta assassinada no Porto em 2006" -- irá funcionar todos os dias e prestar apoio a uma população que por vezes ainda vive "à margem", razão pela qual serão também desenvolvidas ações de formação, informação e sensibilização com a população envolvente.

O novo centro de atendimento LGBT, que a presidente espera ver de portas abertas em dezembro, será um espaço de atendimento presencial e de desenvolvimento de atividades com as diversas comunidades e irá funcionar em instalações cedidas pela Câmara Municipal de Matosinhos à associação na Rua Brito Capelo.

A assinatura da carta de compromisso decorrerá hoje pelas 17:00 na Câmara Municipal de Matosinhos e contará com a presença da secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Catarina Marcelino, e do presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Guilherme Pinto.

Com o funcionamento financiado pelo Estado, o novo espaço um espaço de atendimento LGBT pretende ainda prestar "auxílio a uma população que apresenta condições específicas de vulnerabilidade à violência, à discriminação e à opressão em várias esferas da vida social", indica a autarquia em comunicado.

+ notícias: Norte

Braga defende que alta velocidade entre Porto e Vigo não pode cair no esquecimento

O presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, defendeu esta quarta-feira que o eixo atlântico da linha ferroviária de alta velocidade deve ser a prioridade do Governo, prometendo manter o tema da ligação Porto-Vigo na agenda pública.

Jovem de 20 anos morre em despiste contra árvore em Guimarães

Um jovem de 20 anos morreu esta quarta-feira na sequência de um despiste na circular urbana de Guimarães, na zona de Azurém, disse fonte do Comando do Ave da Proteção Civil.

Homem morre após cair dentro de um poço em Bragança

Um homem de 68 anos foi esta quarta-feira encontrado sem vida dentro de um poço na localidade de Peredo de Bemposta, no concelho de Mogadouro, distrito de Bragança, disse à Lusa fonte da GNR.