Luanda Leaks: O Banco de Portugal "sabia, conhecia, tinha obrigação de conhecer e nunca agiu"

| Porto Canal

Ana Gomes, ex-eurodeputada, afirma que sobre Luanda Leaks, "alguém em Portugal devia assumir a responsabilidade pelas instituições que não funcionaram" e o Banco de Portugal foi uma das que não funcionaram "na supervisão e regulação" porque "sabia, conhecia, tinha obrigação de conhecer e foi alertado e nunca agiu".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.