Miguel Alves afirma que os partidos políticos não tomaram posição sobre a Regionalização por medo a Marcelo Rebelo de Sousa

| Porto Canal

Miguel Alves, presidente do Conselho Regional do Norte, afirma que durante muito tempo "andamos a ver as evidências de uma nação, de um país, administrativamente centralizado em Lisboa" e que foram alertadas a necessidade de "21 anos depois olharmos para aquilo que foi o referendo e o país que deixamos depois do referendo". Acrescenta ainda que nas últimas Legislativas era importante que os partidos tivessem tomado uma opinião sobre a Regionalização "para que as coisas fossem claras”, o que não aconteceu. Defende ainda que essas mesmas posições não aconteceram porque “tinham medo de Marcelo Rebelo de Sousa”

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.